Skip to main content
Prefeitura de Olinda

VAZOU NO ZAP: ALOPRADOS DA PREFEITURA TENTAM FRAUDAR ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR E SÃO DENUNCIADOS AO MP

Ou o prefeito Professor Lupércio controla os seus assessores, ou já já eles criam uma situação que pode até provocar o seu Impeachment. O novo escândalo dos “Aloprados do Lupa” – como a turminha da área social do governo está ficando conhecida – é a tentativa de fraudar a eleição do Conselho Tutelar de Olinda. O caso foi denunciado ao Ministério Público e ao Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente (COMDACO), ontem (07).

A partir de áudios e textos do aplicativo de mensagens WattsApp no grupo oficial dos secretários da Prefeitura de Olinda, o Conselho Tutelar identificou nova trama para “influenciar” o resultado da eleição, de maneira a beneficiar politicamente o prefeito Lupércio.

Na denúncia ao Ministério Público o Conselho Tutelar apresenta cópias de conversas no ZAP, entre os dias 31 de maio e 04 de junho, onde um dos secretários afirma: “Conto com o empenho de cada Secretário Titular e Executivo para podermos ajudar a atual gestão do nosso prefeito”. Como assunto da mensagem a pessoa escreveu: PROVOCAR O PRESIDENTE DO COMDACO A REABRIR INSCRIÇÕES P/ ELEIÇÃO DO CONSELHO TUTELAR.

INAPTOS – O Observatório de Olinda apurou que a pressão para que as inscrições fossem reabertas se deu porque o Governo Municipal teria enviado um grupo de 35 candidatos no último dia de inscrição e, pelo menos, 33 foram considerados inaptos por conta de “vícios” na documentação apresentada. “Havia desde inconsistências e falta de informações até documentos falsos”, informou uma fonte. O prazo de inscrições foi de 12 de abril a 08 de maio.

O Conselho Tutelar também informou ao Ministério Público que membros da Comissão Especial – em tese – responsável pela lisura do processo eleitoral, estariam repassando à Prefeitura informações privilegiadas sobre os candidatos. Segundo o Conselho Tutelar, uma lista com os nomes dos classificados já circula extra-oficialmente nas redes sociais, o que fere a legislação.

Os conselheiros lembram ainda que, de acordo com a Resolução Nº 170 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar ocorrerá de modo UNIFICADO, em todo Território Nacional, a cada quatro anos, no primeiro domingo do ano subsequente ao da eleição presidencial.

PS. Parece que o povinho da Prefeitura de Olinda não está medindo esforços para usar as estruturas municipais em prol da reeleição de Lupa. Mas, incompetentes que são, podem deixar o prefeito em situação complicada.

Quem trabalha com infância na cidade diz que se os Aloprados tivessem o mesmo empenho em manipular a eleição do Conselho Tutelar para se dedicar ao trabalho e às reais necessidades dos menores, Olinda seriam uma cidade de Primeiro Mundo neste quesito.

VERGONHA!!!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: