Skip to main content

VIOLÊNCIA: RIO DOCE VIROU “TERRA DE NINGUÉM”

A explosão da violência urbana é uma realidade nos quatro cantos de Olinda. Mas leitores do Observatório de Olinda que moram em Rio Doce nos enviaram relatos desesperadores sobre a atuação de bandidos no bairro, a qualquer hora do dia ou da noite. Armados ou não, eles estão “tocando o terror” na localidade, que no passado já foi um lugar tranquilo e bom para morar.

De acordo com as vítimas do descaso do Poder Público, ninguém anda mais tranquilo pelas ruas e avenidas do bairro. Os assaltos à mão armada são frequentes, além de furtos e arrombamentos nas residências da III Etapa. Uma moradora da Rua Coração de Negro, que não quis se identificar, contou em detalhes como os marginais atuam.

“Eles usam fardas de garis e chegam no horário da madrugada às casas, pulando os muros para roubar o que encontram pela frente. Já denunciamos o caso à polícia e nada foi feito”, destacou. Já a estudante Ana Carolina de Barros, 22 anos, afirmou que os assaltantes muitas vezes utilizam motos cinquentinha, capacetes e armas em punho. “Tem também os que são totalmente destemidos e não usam armas. Vêm para cima da gente e atacam”, comentou.

Os moradores denunciam ainda o poder do tráfico de drogas, que amedronta a comunidade. O comerciante João Carlos de Souza, vítima de assalto em plena luz do dia, reclamou do descaso em relação ao policiamento. “Os moradores e comerciantes já solicitaram a volta do funcionamento do posto policial da PM, após as 18h, na praça de táxis – proximidades do Terminal Integrado de Passageiros. Porém, até o momento não houve respostas”.

Até quando “autoridades”??? Rio Doce pede providências!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: