Skip to main content
Blog Observatório de Olinda

VEREADOR DISPARA: “NÃO TINHA ESPAÇO NO PCdoB POR SER NEGRO E POBRE”

O vereador Márcio Barbosa, expulso do PCdoB hoje (15), abriu a “caixa-de ferramentas” contra seu antigo partido. O parlamentar procurou o Observatório de Olinda e afirmou: “A cúpula do PCdoB não gosta de negro, nem de pobre. Apesar de ter sido o mais votado de Olinda e do partido, em eleições passadas, nunca tive espaço. Tudo era para “os queridinhos” deles. Fui perseguido a vida toda”, afirmou.

Barbosa acrescentou que, em 2016, o partido apresentou prestações de contas fraudadas com o objetivo de lhe prejudicar para que perdesse o mandato. “Mas não conseguiram. Venci no TRE aqui e depois em Brasília. Eles nunca aceitaram que um negro, ex-camelô, vendedor de capa de celular, fosse a estrela mais brilhante do partido em Olinda. Eu era a “ovelha negra” da família. Não tinha direito a nada. Em 16 anos, Luciana e Renildo nunca calçaram uma rua da minha comunidade”, disparou.

Sobre o processo de expulsão, Márcio Barbosa revelou que o diretório municipal seguiu à risca a “linha stalinista” – com julgamento parcial, sem direito a qualquer tipo de defesa, ao mais autêntico estilo soviético.

INFIEL – “Foi uma expulsão sumária apenas com o objetivo de me tornar inelegível. Eles querem tomar o meu mandato. Não me perdoam porque acabou a tetinha da prefeitura e perderam também a Câmara, onde eles mandaram por 14 anos. Não posso ser considerado ‘infiel’ porque na eleição da Mesa Diretora votei em mim mesmo pra o cargo de vice-presidente”, criticou.


O vereador revelou ainda que o discurso a favor do proletariado, do negro e das minorias é só balela. “O PCdoB é uma grande mentira. Eles não gostam de povo. Do negro e do pobre eles só querem os votos. Eu mesmo só tinha valor na época de eleição, para transferir meus votos para os candidatos a deputado do partido. Esta é a verdade. Eles querem me destruir, mas não vão conseguir. Deus é maior. Eu sou um negão abençoado”, finalizou.

Ual!!!

Um comentário em “VEREADOR DISPARA: “NÃO TINHA ESPAÇO NO PCdoB POR SER NEGRO E POBRE”

  1. O que? O PCdoB? Segundo o parlamentar o partido é RACISTA, PRECONCEITUOSO e “TEM HORROR A POBRE”, tal qual o “deputado Justo Veríssimo”, personagem do saudoso Chico Anysio, cujo bordão era “EU QUERO QUE POBRE SE EXPLODA!” Eita, “impressionante”! Logo eles que falam tanto em igualdade… O vereador afirma que o seu destaque era “motivo de insatisfação da cúpula comunista, porque ele é negro, camelô e vendedor de capas de celular”, hã? Mas que mal há nisso? MAL HÁ EM ROUBAR, no entanto o discurso que eu ouço de membros desse mesmo partido é um tal de “lula livre”, um BANDIDO daquele, um LADRAVAZ já condenado!!! O parlamentar ainda diz que foi “julgado” no estilo leninista (CABRA-SAFADO esse Lenin), “sem direito ao contraditório e de forma parcial”, eu hein?! E finaliza dizendo que o discurso em favor do proletariado, dos menos favorecidos e dos negros é “balela”, é mentiroso, tanto quanto mentirosa é a própria agremiação! Eita, quero ver o que o partido vai dizer sobre essas GRAVES denúncias advindas de alguém que afirma ainda que, “na intenção de prejudicá-lo e provocar a perda do seu mandato, a agremiação apresentou contas fraudadas ao TRE, tendo ele conseguido comprovar no TSE o erro”. É… vamos aguardar, estamos só no começo,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: