Skip to main content

SECRETARIA DE SAÚDE PROMOVE PLANEJAMENTO FAMILIAR

O planejamento familiar e as consequências advindas da falta dele deveriam ser um dos principais temas de debate no Brasil. Infelizmente, quase sempre o Poder Público – que detém os meios para abordar o assunto – se omite e esta omissão termina gerando miséria, violência e dor para a sociedade como um todo. Na contramão disso tudo a Prefeitura de Olinda anunciou que está promovendo campanhas junto às mulheres da cidade para incentivar o uso do Dispositivo Intrauterino, método contraceptivo conhecido como DIU.
A ação é das mais louváveis e digna de elogios visto que a explosão demográfica que se verifica no Brasil ao longo dos últimos 30 anos se deu exatamente nas classes mais pobres da sociedade
provocando um problema de saúde e segurança pública, além de perdas econômicas. De acordo com especialistas o prejuízo com a chamada “gravidez não desejada” onera em mais de R$ 4 milhões os cofres públicos anualmente.
A Secretaria de Saúde de Olinda informou que somente em outubro foram implantados 124 DIUs durante um mutirão realizado na Policlínica de Ouro Preto. A meta, na ocasião, era o implante de 100 dispositivos. Normalmente são oferecidas cerca de 60 inserções de DIU na rede municipal por mês.
“Atualmente, os procedimentos são realizados nas policlínicas de Ouro Preto e de São Benedito, mas a expectativa é que o serviço seja ampliado e descentralizado no município. As mulheres interessadas neste método contraceptivo devem procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência e informar ao médico o desejo pelo implante do DIU”, diz a nota da prefeitura.
A partir da solicitação da paciente, o implante será agendado pela central de regulação da Secretaria de Saúde. De acordo com a Coordenação de Saúde da Mulher de Olinda, não existem pré-requisitos para a colocação do DIU. “A indicação do Ministério da Saúde, inclusive, orienta que o implante seja feito desde a adolescência até a menopausa. Nossa visão é de que as adolescentes sejam atendidas para evitar o filho não programado que possa dificultar o seu desenvolvimento social”, explicou Cleonúsia Vasconcelos, coordenadora do setor.
O DIU – O DIU é considerado um método moderno, muito embora existam referências na literatura que tenha sido  usado desde a antiguidade. Hoje estima-se que mais de 100 milhões de mulheres o utilizam em todo mundo. É um método seguro, reversível, eficaz de contracepção, associado a poucos efeitos colaterais, além de ser o mais frequente no mundo, ao qual se relacionam taxas de falhas extremamente baixas, de menos de 1 por 100 mulheres no primeiro ano de uso.
O procedimento é simples, rápido e costuma ser realizado no consultório médico. O DIU com cobre (que é um metal) pode ser utilizado por até 10 anos. O uso é reversível, ou seja, pode ser interrompido se houver o desejo pela maternidade em qualquer momento.
Vantagens do DIU de cobre:
·  O DIU é oferecido gratuitamente pelo SUS.
·  É prático e tem 99,3% de eficácia.
·  Pode ser trocado a cada 10 anos.
·  Não causa dor de cabeça, manchas no rosto, aumento de peso ou outros efeitos colaterais.
·  Não interfere na qualidade ou quantidade do leite materno.
·  Após a remoção, a fertilidade retorna rapidamente.
·  Não interfere na relação sexual, e pode ser utilizado desde a adolescência até a menopausa.
Desfazendo mitos sobre o DIU:
·  Não aumenta o risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis.
·  Não torna a mulher estéril.
·  Não causa câncer.
·  Não causa desconforto ou dor para a mulher durante o ato sexual.
·  Não é abortivo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/observatoriodeol/public_html/wp-includes/functions.php on line 4669