Skip to main content

“RAVE DO INFERNO” NA BEIRA-MAR

A falta de respeito, quando o assunto é perturbação do sossego alheio com barulho, atinge todos os quadrantes da cidade de Olinda. Dos pagodões na periferia, passando pelas sambadas no Sítio Histórico até as ‘festas raves’ na praia.

Em obediência à máxima dos anos 60 de “Sexo, drogas e Rock’n’roll”, a festinha ocorrida na Praia do Bairro Novo, durante a noite/madrugada/manhã de ontem para hoje, literalmente, infernizou a noite dos moradores com som alto, sujeira, gritaria e bagunça generalizada até as 6h da manhã.

“Verdadeiro absurdo, que demonstra o quanto a cidade está abandonada. Ninguém que impedir as pessoas de usar a praia, encontrar os amigos e se divertir. Mas do jeito que a coisa vai, só serve para promover a decadência da cidade”, reclamou um morador da área.

“Acredito que o processo de ‘favelização’ da orla contribui para isto. O local que deveria ser um ponto turístico está repleto de sinais de abandono. Entra prefeito e sai prefeito e a bandalheira continua. Polícia também não adianta ligar. A cidade entregue aos ratos”, comentou outro infeliz morador do bairro.

MUITO IMPORTANTE TER VOCÊ COM A GENTE – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://twitter.com/obsolinda Twitter

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: