Skip to main content
Prefeitura de Olinda

PM PRENDE ENGENHEIRO QUE DESCUMPRIU LOCKDOWN NA PRAIA

Uma guarnição da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE), com auxílio da Guarda Civil Municipal de Olinda (GCM), conduziu à Delegacia do Varadouro, na noite da quinta-feira (18), um homem que descumpriu o decreto 50.433/2021, ao realizar corrida no calçadão da Praia do Bairro Novo.

O fato foi divulgado, ontem (19), pelo próprio homem – que é engenheiro. Ele relatou que foi abordado por guardas municipais que faziam ronda na praia, por volta das 21h15, quando começou a confusão.

“Estava correndo quando fui abordado por um agente da guarda. Ele me pediu pra parar, perguntando pra onde eu iria. Continuei correndo e respondi que ia pra casa. Após 500m me deparo com três viaturas da Guarda e mais quatro viaturas descaracterizadas, mandando eu parar de correr e me cercando, numa abordagem completamente desproporcional para situação”, disse.

“Continuei correndo, falando que estava indo pra minha casa, pela segunda vez, eis que me deparo com 18 guardas me cercando ostensivamente, me segurando pelos braços e pela camisa, me forçando a parar”, contou.

XILINDRÓ – Após bate-boca com os guardas, a PM foi acionada e 40 minutos depois o engenheiro foi levado à Delegacia do Varadouro, onde prestou depoimento, assinou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado, por volta da meia-noite.

Revoltado com o fato, o engenheiro, que se chama Alessandro Barbosa Sarmento, gravou um vídeo (veja no final da matéria) e divulgou “Nota de Repúdio” à ação da Guarda Municipal, a quem acusa de abuso de autoridade.

O OUTRO LADO – Um guarda que participou da abordagem falou em off com o Observatório de Olinda e revelou que a história não é bem como Sarmento conta. De acordo com ele, o engenheiro adotou uma postura ‘provocativa’ e ignorou a abordagem da GMC. Por isso foi contido.

“Pedimos para ele parar por três vezes e ele continuou correndo. Diante da atitude suspeita fomos obrigados a interceptar o elemento. Explicamos a proibição de correr no calçadão, mas ele disse: ‘ninguém vai impedir meu direito de ir e vir’. Bateu boca, cheio de marra, ameaçou a gente. Então não teve outra alternativa a não ser levar pra delegacia”, relatou o agente.

QUEM É – Alessandro Sarmento é membro do Movimento Liberta Pernambuco, foi candidato a vereador no ano passado, obteve 741 votos e não foi eleito. Já se meteu em algumas polêmicas ao questionar e ironizar o diagnóstico de Covid-19 da vice-governadora Luciana Santos (PCdoB), em 2020; e ao tentar impugnar judicialmente a candidatura de João Paulo (PCdoB).

Terminou condenado pela Justiça Eleitoral a indenizar João Paulo, por “litigância de má fé” https://observatoriodeolinda.com/tre-confirma-joao-paulo-e-multa-bolsonarista-que-tentou-impugna-lo/ .

O Tribunal de Contas da União (TCU) também incluiu o engenheiro – que se autodenomina ‘Bolsonarista’ – no rol de candidatos que receberam indevidamente o “Auxílio Emergencial”, no ano passado. Na época ele confirmou ter recebido o dinheiro e disse que era um “empresário falido”. https://observatoriodeolinda.com/tcu-divulga-lista-de-politicos-de-olinda-que-receberam-auxilio-emergencial/

É. São tempos estranhos. . . . .

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

2 thoughts to “PM PRENDE ENGENHEIRO QUE DESCUMPRIU LOCKDOWN NA PRAIA”

  1. Tempos estranhos e sombrios. Garantias fundamentais são solapadas. Tudo vale em nome do combate à pandemia, desde quarentena que gera fome, desemprego e miséria a claros abusos de autoridade como esses. Onde vamos parar?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: