Skip to main content
Prefeitura de Olinda

PETISTA DIZ SER 1º VEREADOR “GAY ASSUMIDO” DA HISTÓRIA DE OLINDA E GERA INCÔMODO

“Eu sou o primeiro vereador assumidamente LGBT a entrar nesta Casa. Eu, antes de ser vereador, sou gay. Eu, antes de ser advogado, sou gay. Eu, antes de ser qualquer coisa, sou gay“. O enfático discurso foi pronunciado pelo vereador do PT Vinícius Castello, na sessão plenária do dia 17. E tem sido assim, ao longo dos últimos cinco meses, desde que ele tomou posse, em janeiro.

De acordo com os outros vereadores, o foco excessivo na questão sexual do parlamentar petista se dá em praticamente todas as reuniões da Câmara ou fora dela. A repetição do “texto pró-gay” tem incomodado alguns colegas de parlamento, que já se perguntam se Castello vai continuar “batendo na mesma tecla” até 2024, quando terminará a atual legislatura.

“A gente sabe que esse povo do PT levanta essa bandeira em defesa dos direitos dos homossexuais. Tudo bem. Acredito que a maioria aqui na Câmara também concorda com o respeito à diversidade. Mas o problema é que o cara só fala nisso. Já pensou se os outros 14 vereadores e as duas vereadoras da Casa também passassem o tempo todo falando sobre suas preferências sexuais? Acho que este assunto já deu”, desabafou um colega do petista, em absoluta reserva ao Observatório de Olinda.

NO ARMÁRIO – Outro ponto do discurso de Vinícius que tem gerado certo mal-estar é o fato de ele dizer que é o “primeiro gay assumido” da história da Câmara Municipal de Olinda – considerada a mais antiga do Brasil, com documentos e referências sobre seu funcionamento desde 15 de abril de 1548.

“Quando ele diz que é o primeiro “gay assumido” da Casa, de certa forma, deixa a entender que já houve no passado, ou há atualmente, outros homossexuais “dentro do armário”, que não assumiram a condição de gay, ainda. Acho que ele precisa melhorar o discurso e variar os temas. Ou terminará sofrendo um isolamento aqui dentro. Parece um ‘disco arranhado’: Eu sou gay, eu sou gay, eu sou gay. É isso tempo todo”, criticou outro vereador, em off, claro.

PS – É. O tema é bastante ‘delicado’. E polêmico. Exige bom senso, tolerância e paciência. É bom que os senhores e senhoras parlamentares amadureçam a questão a fim de evitar maiores sequelas entre os pares. E que cada um tenha o direito de se expressar da forma que quiser, tanto a favor como contra, já que uma das funções de uma Casa Legislativa é justamente o debate de ideias. É o que pensa o Observatório de Olinda.

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

One thought to “PETISTA DIZ SER 1º VEREADOR “GAY ASSUMIDO” DA HISTÓRIA DE OLINDA E GERA INCÔMODO”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: