Skip to main content
Prefeitura de Olinda

PAGODÃO INFERNIZA NOITES EM CASA CAIADA

Na fachada o nome que consta é CONFRARIA OLINDENSE, mas para as centenas de moradores que residem próximos ao estabelecimento localizado na esquina da Avenida Getúlio Vargas com a Rua Tertuliano Francisco Feitosa, em Casa Caiada, o “barzinho” é na verdade uma filial do inferno, com festas que varam a madrugada e não deixam ninguém dormir. Ontem (02) foi mais uma noite de tortura por conta do som alto no local.

“A gente sempre ouve barulho vindo de lá, mas desta vez foi uma coisa absurda. Só conseguimos dormir por volta das 2h da manhã. A prefeitura precisa fiscalizar isso, pois não é possível que nosso sossego seja perturbado desta forma dentro de nossas casas”, afirmou uma moradora do Edifício Tsar, prédio de 20 andares e 60 apartamentos, localizado bem em frente ao bar.

Os vizinhos do “inferninho” dizem que a casa não tem qualquer tipo de tratamento acústico para impedir a propagação do som e até mesmo “música ambiente” sempre vaza. “Depois de uma semana inteira de trabalho não é justo que você seja atormentado justamente nos dias em que poderia dormir um pouco mais. Esperamos que os órgãos responsáveis coíbam este abuso. Isto aqui é uma área residencial/familiar”, comentou um morador do Edifício Graça Dias, onde mora também o presidente da Câmara de Vereadores de Olinda, Jorge Federal.

Aguardemos então providências da Prefeitura Municipal de Olinda. URGENTE!!! Por favor.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

www.facebook.com/observatoriodeolinda

3 thoughts to “PAGODÃO INFERNIZA NOITES EM CASA CAIADA”

  1. Seria bom uma audiência pública, ação política preferido pelo vereador federal, para deliberar sobre o barulhinho provocado pelos vizinhos do edil, sem esquecer que ele pegou no “pé” do shopping, muito antes do mall ser inaugurado

  2. Esse filme eu já vi… Entre as décadas dos anos 70 e 80 funcionou ali uma churrascaria/bar chamado de “a Barra do Dia. Era do mesmo jeito: som alto, muita bagunça… Os moradores gritaram aí a Policia bateu em cima e fechou o local. Foi um alivio durante décadas. Agora, aparece em Confraria… Vai começar tudo de novo!

  3. Oi!… Tomei uma grande surpresa quando vi essa postagem “rolando” no face e resolvi comentar intrigado… Desenvolvíamos nesse restaurante um projeto totalmente cultural com forró autêntico, com artistas de nossa terra de projeção nacional e até internacional…Tínhamos inclusive o maior cuidado com o som, sendo a banda composta tão somente de sanfona, zabumba e triângulo ( SEM BATERIA QUE PROVOCA GRANDE BARULHO ).. Ou seja, forró autêntico!.. Coisa de nossa terra que deveria inclusive ser prestigiado pelos gestores municipais e até estaduais.. O que ocorreu… Fomos informados pela administração que o projeto iria ser interrompido em razão do som, posto que o estabelecimento comercial estava prestes a ser interditado pela Prefeitura de Olinda!… Isso faz meses!… Vejo agora que o estabelecimento continua a funcionar, e com “pagodão”!…. kkkkkk Então, fica deduzido que a Prefeitura de Olinda surpreendentemente interrompeu um projeto cultural, com música nossa pernambucana, para que fosse apresentado outro projeto ( PAGODÃO )!… Nada contra qualquer ritmo, mas muito me deixou indignado que Olinda, cidade conhecida no mundo inteiro como uma cidade que prioriza os movimentos culturais, tenha agido dessa forma…. Com a palavra os gestores municipais ou estaduais!…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: