Skip to main content
Blog Observatório de Olinda

OLINDA JÁ TEM 11 PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO QUERENDO O LUGAR DE LUPA

Pelo menos dez nomes com algum peso na política de Olinda já circulam pela cidade como possíveis adversários do atual prefeito Professor Lupércio nas eleições do ano que vem, quando ele tentará a reeleição. Tem político tradicional, empresário, candidato ligado a igrejas e também um out sider (nome fora do ambiente político).

Naturais ou com raízes profundas em Olinda estão na lista Armando Sérgio – que já se candidatou algumas vezes; o ex-prefeito José Arnaldo e o médico Gustavo Rosas (candidato em 2008). Não se sabe ainda se o Clã Urquisa terá representante desta vez, mas Isabel, que já disputou duas vezes (2012 e 2016) poderá fazer uma nova tentativa, considerando que no último pleito ficou em terceiro lugar.

Dentre os “estrangeiros” destaca-se os nomes dos deputados estaduais João Paulo (representante do PCdoB), Clarissa Tercio (ligada ao segmento evangélico) e a delegada Gleide Ângelo – que analisa a possibilidade de concorrer em Jaboatão. Nesta categoria enquadra-se também o proprietário do Shopping Patteo, Celso Muniz Filho, que aspira o cargo de gestor da Marim dos Caetés desde 2016.

Da Câmara Federal, em Brasília (DF),  virá o enviado da Igreja Universal do Reino de Deus (Iurd), deputado Bispo Ossésio Silva, natural do Rio de Janeiro. A semente da sua candidatura vem sendo plantada, regada e adubada pela vereadora Denise, que representa a Iurd na Câmara de Vereadores de Olinda.

ESTAGIÁRIO – Por último, mas não menos importante para o cenário eleitoral de 2020, temos o nome do escritor,  advogado e “político estagiário” Antonio Campos. Apesar do fiasco eleitoral de sua candidatura a deputado estadual, no ano passado (obteve três mil votos); considere-se que o rapaz foi o mais votado no 1º Turno da disputa pela Prefeitura de Olinda, em 2016, sendo posteriormente derrotado pelo atual prefeito Lupércio.


A candidatura do neto de Arraes e irmão de Eduardo Campos, entretanto, ainda vai depender do seu humor ou da posição dos astros daqui até o período eleitoral. O místico “candidato Casa Forte” esperará uma mensagem espiritual dos céus para definir seu rumo, assim como fez em 2016.

O 11º nome dos possíveis adversários de Lupa é de um personagem completamente fora do meio político, que só vai se apresentar à cidade aos 49 minutos do 2º tempo. Mas terá grande potencial de crescimento e poderá abalar as estruturas da Cidade Patrimônio.

O eleitor já pode começar a fazer suas apostas. Um destes nomes (incluindo, obviamente, Lupa) será prefeito de Olinda, a partir de 2021. Qualquer um fora desta lista não passa de aventureiro ou oportunista de plantão, sem qualquer relevância, que talvez se apresente apenas para tentar negociar, chantagear ou extorquir algum desavisado. Olho vivo povo!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: