Skip to main content

MULHERES DENUNCIAM DESVIO DE RECURSOS NO PDT E CHAMAM GUTO SANTA CRUZ DE “DITADOR”

Pelo menos duas mulheres que seriam candidatas a vereadoras pelo PDT desistiram de disputar a eleição sob alegação de falta de transparência e desvio no uso dos recursos da cota financeira destinada a elas. A ex-candidata Bete Vieira classificou o candidato a prefeito Guto Santa Cruz como “ditador” e “golpista”.

De acordo com elas, o partido já enviou R$ 375.000,00 (trezentos e setenta e cinco mil reais) para a campanha de Olinda. Deste total, 30% deveria ter sido dividido entre as candidaturas femininas, o que segundo cálculos delas, daria cerca de R$ 20.000,00 (vinte mil reais) para cada uma.

Guto Santa Cruz é um ditador que ninguém conhece, que nos foi enfiado de ‘goela abaixo’, que não tem liderança e nem fez uma só filiação. Recebeu o partido que a gente construiu de mão beijada, graças a um golpe que ele deu junto com Túlio Gadelha. O dinheiro destinado às mulheres foi usado pra contratar advogado, escritório de contabilidade, gastos com o comitê etc. Tudo sem a nossa concordância”, reclamou Bete Vieira.

EXCLUSIVIDADE – Ela acrescentou ainda que a direção nacional do PDT havia prometido que os 30% destinados às mulheres seriam usados exclusivamente com as candidaturas femininas. Mas algumas receberam R$ 3.000,00 (três mil reais), outras R$ 1.000 (mil reais) e houve quem não teve acesso a nenhum valor.

Miguelina Vecchio, do PDT Mulher, se reuniu com a gente e disse que as mulheres fariam o que quisessem com o dinheiro na campanha. Mas nós não recebemos nada, o material só sai atrasado. Então eu e outras mulheres saímos do partido por conta dessa inconsequência”, afirmou.

Hoje (06), por volta das 13h, o grupo dissidente vai à sede do PDT estadual, no Recife, protocolar uma carta de repúdio ao que ocorreu em Olinda (leia abaixo) e pedir providências ao diretório nacional.

Carta aos Diretórios Nacional e Estadual do PDT

Aos excelentíssimos Srs. Carlos Lupi, Wolney Queiroz, e a excelentíssima Sra. Miguelina Vecchio,

Solicitamos apoio de vossas senhorias para obter uma resposta formal sobre qual a maneira ética, transparente e correta na visão do PDT Nacional, Estadual e Municipal para distribuição do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). A Lei nº 9.504/1997, estabelece que 30% do fundo partidário deverá ser destinada as candidaturas femininas, porém, até o presente momento, não recebemos esses recursos nem tão pouco uma composição apresentando de que forma isso será gasto ou fomos consultadas sobre qualquer gasto dos nossos recursos.

Ao dialogar com o Presidente do Diretório Municipal do PDT, o atual candidato a Prefeito Antônio Augusto Santa Cruz, o mesmo informou que a prestação de contas será realizada em nome das mulheres respeitando a distribuição de 30% dos gastos dos recursos oriundos do FEFC para cobrir despesas gerais do partido contratadas por empresas indicadas pela nacional sem possibilidade de cotações ou reavaliações pelas candidatas.

A impossibilidade de participar da aprovação dos contas e contratação de empresas relacionadas ao gasto dos 30% previsto sobre o FEFC, nos deixou em dúvida sobre o ato democrático e legal sobre o financiamento das nossas candidaturas, outrora a lei estabelece que temos direito, mas o próprio partido retira nosso direito, removendo nosso poder de decisão sobre a aplicação desses recursos e gastando tudo em nosso nome sem o nosso aval.

Deixando claro nosso respeito ao PDT e em nome da democracia, gostaríamos de registrar nossa insatisfação sobre a forma antidemocrática que está sendo conduzido este processo,  e pedir uma resposta forma do Diretório Nacional, Estadual e Municipal, com esperança que possamos assegurar o direito das mulheres não apenas sobre os aspectos das lei e contábil, mas sobretudo respeitando os princípios éticos e morais das mulheres e do PDT Olinda.

Na atual situação não temos como fazer uma campanha digna para disputar em igualdade com nenhum homem, fato que obrigou duas mulheres a desistir da candidatura em plena campanha.  Hoje, mais que nunca, precisamos fortalecer o espírito democrático que norteia nosso partido.  Nossa bandeira precisa estar de pé! A defesa da igualdade dos direitos da mulher é uma das 7 máximas ideológicas do nosso partido, mas não estamos vendo isso na prática.

Para encerrar, gostaríamos de lembrar que estamos no mês onde é comemorado o sufrágio feminino, data em que nós, mulheres, deveríamos festejar o direito de votar, de decidir a vida política de nosso país, somos surpreendidas com uma situação desagradável dessa, mas, certas de recebermos atenção de vossas senhorias, agradecemos pela atenção e contamos com vossos apoios para revertermos esse quadro.

SANDRA SERAFIM DE SOUSA – Professora Sandra Serafim

IVONEIDE RICARDO DE OLIVEIRA – Neidinha

MARIA CONCEIÇÃO DA SILVA – Conceição da Silva

MARIA AUXILIADORA DA CONCEIÇÃO – Dorinha

ELIZABETE VIEIRA DA SILVA – Bete Vieira

MUITO IMPORTANTE TER VOCÊ COM A GENTE – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://twitter.com/obsolinda Twitter

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: