Skip to main content

RIO DOCE, OURO PRETO E PEIXINHOS TÊM O MAIOR Nº DE MORTES POR COVID-19 EM OLINDA

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou, ontem (13), um informe epidemiológico detalhando por bairro a situação de pessoas infectadas e mortes pelo Coronavírus, em Olinda. A cidade soma 91 casos confirmados e sete falecimentos.

Rio Doce, Ouro Preto e Peixinhos são as localidades com maior incidência da doença e também de casos fatais. Em Rio Doce e Ouro Preto os números são iguais: 15 casos confirmados e duas mortes, em cada localidade.

Peixinhos tem 11 casos confirmados e um óbito. Jardim Atlântico e Bairro Novo somam 18 caos confirmados – nove em cada bairro – sem registro de mortes. Em seguida vêm Sapucaia, com oito casos confirmados e uma morte.

A lista segue com Casa Caiada (07), Águas Compridas (04), Cidade Tabajara (03), Bultrins (02), Santa Tereza (02), Aguazinha (01), Alto do Sol Nascente (01), Caixa D’Água (01), Jardim Brasil (01), Jardim Fragoso (01) e Vila Popular, onde foi registrado um caso confirmado e uma morte.

SIGA-NOS E SAIBA TUDO PRIMEIRO – Curta nossa página oficial no Facebook. Siga no Instagram. Participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

One thought to “RIO DOCE, OURO PRETO E PEIXINHOS TÊM O MAIOR Nº DE MORTES POR COVID-19 EM OLINDA”

  1. Amigo, me permita fazer algumas considerações:

    Temos no NE talvez o maior número de analfabetos funcionais do país, perdendo ou empatando com alguns estados do Ñ.

    Face ao acima exposto, se não colocarmos devidamente as palavras e usando a linguagem adequada, estaremos criando pânico, histeria e DESINFORMANDO as pessoas.

    A essa altura, escrever textos onde a chamada é morte por contaminação do vírus chinês, apenas alimenta a narrativa dos (DES) governadores e (IM) prefeitos que querem a todos custo ter acesso a verba pública sem controle e sem aplicação efetiva.

    Questões como números de leitos vazios e se estão receitando o medicamento a base de hidroxicloroquina, além de propiciar INFORMAÇÃO a população, é também uma atitude de elevada cidadania.

    As pessoas estão morrendo também pela contaminação do vírus em razão de uma série de variáveis, especialmente a negação da cura pelo composto médico acima, o que tem sido cada vez mais recorrente em todo país e até no mundo, pois apresenta 97% de cura total (eliminando inclusive o vírus do organismo infectado).

    Mais de 30 cientistas brasileiros especialistas tem assinado abaixo assinado apontando para imediata aplicação do composto, inclusive de forma preventiva sim, o contrário tem sido o verdadeiro genocídio observado em todo lugar, resta saber se proposital ou se por ignorância.

    Enfim, estamos diante de uma guerra imensa, onde (DES) governadores e (IM) prefeitos insistem em matar o povo, em quebrar empresas e criar a maior crise financeira do Brasil no século, resta saber quantos brasileiros estarão atentos para não contribuir sobremaneira com isso, antes até enfrentar tudo e todos buscando preservar as vidas e garantir o futuro de todos.

    Forte abraço.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: