Skip to main content

MORADORA INDIGNADA PREGA BOICOTE AO PREFEITO LUPÉRCIO

Recebemos o texto abaixo de uma moradora do bairro de Casa Caiada indignada com a inoperância da Prefeitura de Olinda. Cansada de reclamar, ela promete organizar um movimento para boicotar a gestão do prefeito Professor Lupércio. Segue o desabafo da pobre senhora.

Prezado prefeito Lupércio Carlos, acabo de ler no site Observatório de Olinda que o IPTU de 2019 virá com um aumento de quase 5%. Vou logo avisando que, enquanto o senhor não resolver o problema crônico da perturbação do nosso sossego por barraqueiros da praia, NÃO VOU PAGAR . . . . . . COISA NENHUMA.

Sou moradora do Edifício Graça Dias, ao lado do Templo Budista, na Avenida Ministro Marcos Freire, em Casa Caiada. De nós é cobrado o IPTU mais caro de Olinda. Entretanto, a prefeitura comandada pelo senhor, pouco ou quase nada nos oferece como retorno dos impostos pagos.

Há meses estamos sendo perturbados, diariamente, por uma barraca da praia que certamente não paga tributo algum à municipalidade, nem conta de água – apesar dos chuveiros jorrando o dia todo – nem conta de energia elétrica, etc. Talvez por isso uma maldita caixa de som fique ligada o dia inteiro com o que há de pior em termos de música.

Além da falta de qualidade, o som em volume altíssimo atinge moradores de pelo menos cinco edifícios vizinhos onde moram idosos, bebês, crianças, pessoas doentes e adultos que não têm mais direito de ficar em paz dentro de suas casas.

Rapariga safada, vou fumar um baseado, vem gozar gostoso. . . . são alguns dos termos das músicas que somos obrigados a ouvir desta infernal “parada de sucessos”. Nesta “Terra de Ninguém” reina a desordem, a falta de respeito e o caos. Além de crimes diversos.


O senhor prefeito também não deve saber, mas, há pouco tempo, os donos da praia delimitaram uma área enorme e “tomaram posse”. Às vistas de todo mundo – com exceção da fiscalização da Secretaria de (Des)Controle Urbano da Prefeitura de Olinda.

Para finalizar, gostaria de informar ao senhor que a vizinhança aqui soma aproximadamente 200 apartamentos, ou uma comunidade de umas 800 pessoas, que pode influenciar mais um bocado de gente. Saiba que, dependendo de nós, o senhor não será reeleito – vai naufragar assim como o projeto de deputada de sua esposa.

No caso específico da nossa área, o senhor está sendo derrotado por uma caixa de som. É lamentável, pois quando elegemos um representante é para que ele exerça a sua autoridade, em nome do bem estar da comunidade. E não para se esconder embaixo de uma mesa. Omissão criminosa de sua gestão que, do jeito que vai, terminará mesmo em 31 de dezembro de 2020.

PS. Por enquanto, não vou me identificar, pois temo pela minha segurança, já que até assassinatos aconteceram recentemente na porta da minha casa. Esperamos providências.

7 comentários em “MORADORA INDIGNADA PREGA BOICOTE AO PREFEITO LUPÉRCIO

  1. Com toda razão a moradora. Moro no Edifício Mar Olinda e além dessa perturbação relatada, vale ressaltar a favela que se forma na praia pelos barraqueiros todos os finais de semana. São cozinhas e banheiros improvisados numa favelização sem precedentes. Lastimável essa postura omissa da prefeitura.

  2. Estamos vivendo momentos de TOTAL DESCASO por parte do Poder Público municipal, com aquela que poderia ser uma atraente opção para os moradores da cidade e turistas que visitam a mais famosa praia da cidade, a praia do Bairro Novo, “do quartel” ou “Praia do oi”, como costuma chamar a minha querida sogra, Julieta Mesquita, frequentadora da área, onde jogava frescobol, em sua juventude, com seus amigos, ela sempre diz que a área era o “ponto de encontro” dos “brotos” nos anos 70 e 80.
    A larga faixa de areia nos remete a sonhar com eventos de grande porte e prestígio (Circ de Soleil?), Olinda tem público para grandes shows. É uma área que poderia ser muito melhor utilizada, valorizada e explorada de forma racional, consciente e civilizada, mas não é bem assim, infelizmente. Eu pensei que algum vereador de Olinda morasse no mesmo prédio que a senhora do desabafo, se morar, talvez possa ajudar, e se não morar, não há impedimento em fazer algo.
    A desvalorização dos imóveis daquela área é flagrante. Como escrevi, em comentários anteriores, aquela área fede. Às vezes o poder público necessita tomar medidas tidas como “impopulares”, mas se é de grande valia para o benefício da maioria, não deve haver omissão e sim ação! Penso ser este o caso em tela, que nem seria tão impopular assim, bastando um reordenamento e uma padronização, com acompanhamento da vigilancia sanitaria e outros órgãos fiscalizadores.
    Aí vem a pergunta: Por que o direito de poucos se sobrepõe ao da esmagadora maioria? Tenho certeza que a senhora terá o apoio dos moradores da área, não só os da beira-mar, mas os das redondezas e até de bairros mais distantes, que também utilizam a área para caminhadas, pedaladas e passeios marinais, vespertinos ou noturnos.

    1. A prefeitura quer ser popular a curto prazo. A bandidada vai assumir essas prévias, nunca vi uma operação a paisana pra pegar no flagra menores se drogando. Curto prazo será o tempo desse prefeito na gestão!

  3. Assassinatos? Olinda é uma terra de ninguém. Drogas no sítio histórico de Olinda, adolescentes praticamente transando nas ruas das prévias, orla perigosa, travestis assaltando pessoas nas ruas sem serem submetidos a baculejos, uma desordem!

  4. Primeiro logo de tudo é proibir SOM…quer ouvir SOM e principalmente essas músicas porqueiras? Vai pra casa mundiça e ouve lá. E outra: barraqueiro que permitir SOM…paga multa …reincidindo…perde a posse da barraca. Não tem outra opção se não, fica do jeito que está.

  5. O calçadão é um caos a partir das 16h. Horário que vou fazer cooper. Encontramos de tudo, de fezes de animais e humanas, carroças, reboques sobre a calçada, caixas de isopor, lixo com saco rasgado escorrendo chorumem, cascas de côco. Como a praia nao tem banheiros quimicos, e comum ver adolescentes e homens urinando em qualquer lugar, sem respeito às familias presentes. Os comerciantes da praia se apoderaram de tudo. Onde estao os guardas municipais? Nos gabinetes refrigerados dos Vereadores e Secretarias, servindo de boy para se livrarem do trabalho de rua? Temo que em breve tenhamos que pagar pra circular, exceto se o prefeito coloque ordem! A orla tornou-se um grande favelão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: