Skip to main content

LUPA VISTORIA PRAIA DE CASA CAIADA DE BARCO EM BUSCA DE PETRÓLEO

O prefeito Lupércio é um cara, digamos, “operacional”. Ele gosta de luz, câmeras e ação. Seja na terra, no céu ou no mar, Lupa não perde uma oportunidade de atuar. Ontem (23), diante da iminente ameaça de contaminação das praias de Olinda pelas manchas de petróleo venezuelano, o prefeito pegou um barco em Casa Caiada e foi-se embora pra alto mar.

De carona levou o vice-prefeito Márcio Botelho e a promotora do Ministério Público de Pernambuco, Belize Câmara. Os três foram analisar de perto como se dará o combate às manchas do óleo que já atingiram mais de 250 praias nordestinas, caso o produto chegue aos oito quilômetros da orla olindense.

No momento, a Prefeitura de Olinda tem agido na preparação de medidas preventivas – incluindo a criação de um comitê municipal para operacionalizar ações – como o monitoramento das praias por meio de drones. Após a jornada de barco, os navegantes discutiram o que poderá ser feito, caso o petróleo chegue aqui.

PLANEJAMENTO – Para a promotora Belize Câmara, que atua na 3ª promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Urbanismo, Habitação, Patrimônio Histórico e Cultural de Olinda, o planejamento de ações preventivas são primordiais quando o assunto é meio ambiente.

“Como Olinda ainda não foi atingida, e não se sabe se será, a organização em torno dessa prevenção é fundamental. O problema daqui são os diques, mas a prefeitura já está mobilizada e em estado de alerta para que, em caso de necessidade, tome uma medida rápida”, analisou.

Já o prefeito Professor Lupércio disse que o momento é de atenção, por isso escolheu ir olhar de perto as praias de Olinda. “Estamos fazendo um trabalho de sobrevoo com drones para que possamos nos antecipar ao problema. As  equipes de Meio Ambiente, Defesa Civil, Guarda Municipal e de Serviços Públicos estão prontas para atuar em caso de necessidade”, ressaltou.

One thought to “LUPA VISTORIA PRAIA DE CASA CAIADA DE BARCO EM BUSCA DE PETRÓLEO”

  1. Lupa deveria fazer uma inspeção nas obras do canal do Fragoso, a fim de constatar in loco que não existe razão para manutenção do bloqueio que impede o acesso à praia dos carros que saem da praça Pedro Jorge. Além de impedir o acesso à avenida Marcos Freire, o bloqueio dificulta o acesso às farmácias existentes na praça, obrigando os motoristas a fazerem malabarismo na frente de um supermercado existente nas proximidades para chegar em uma das duas farmácias. Só Lupa Lá para resolver essa parada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: