Skip to main content
Blog Observatório de Olinda

LUPA MANDOU DERRUBAR TUDO EM RIO DOCE, JD BRASIL E CX D’ÁGUA

Uma das maiores reclamações da população de Olinda diz respeito ao caos nas vias públicas. Calçadas ocupadas irregularmente por todo tipo de invasão, puxadinhos, ruas e praças tomadas por barracas. Tudo ilegal. É difícil para o Poder Público dar conta de tanta desordem. Mas o prefeito Lupércio está se esforçando para responder a estas demandas e a ordem agora é derrubar.
Agentes do Controle Urbano desinstalaram esta semana um ferro velho irregular na Avenida México, na Segunda etapa de Rio Doce. Eles também identificaram que a via estava sendo utilizada para guardar janelas, portões, pneus, carroças, cadeiras e outros objetos. Um “berçário” perfeito para milhões de ovinhos do mosquito da dengue. O responsável foi notificado e removeu os materiais.
Após denúncias, os agentes do Controle Urbano também demoliram construções irregulares na Avenida Transamazônica em Jardim Brasil, pois se encontraram em solo público. Os responsáveis também foram notificados pelos fiscais.
Ainda na fiscalização, as equipes do Controle Urbano removeram uma cerca de madeira e arame construídas e fincadas irregularmente na Rua Pepita, no bairro de Caixa D’Água. O cercado estava fechando a via, impedindo a locomoção dos moradores e o material foi removido pelos agentes.
Outro ponto abordado após denúncia, foi na Praça Conselheiro Miguel Canuto, no bairro de Guadalupe, onde um toldo fincado na via, estava impedindo a locomoção dos carros no local. O material foi desinstalado e removido pelo proprietário.
PRAIA – Durante esta semana, os agentes de Controle Urbano de Olinda também realizaram mais uma operação de ordenamento na orla. A equipe realizou rondas de monitoramentos nos trechos entre Bairro Novo e Casa Caiada. Os ambulantes foram orientados para não ficar no calçadão e nos estacionamentos. Além disso, foram informados sobre a proibição da venda no local.
Boa, Lupa!!!


3 comentários em “LUPA MANDOU DERRUBAR TUDO EM RIO DOCE, JD BRASIL E CX D’ÁGUA

  1. Seria bom uma vistoria na Av. das Garças em Rio Doce, pois as calçadas sao ocupadas por lanchonetes, bares, etc, impedindo a passagem de pedestres, tendo estes do dividir a rua com os veículos.

  2. Denuncia de invasão de rua pública.
    Um morador de vila popular Olinda da casa 633 da rua professor Agamenon Magalhães, está invadindo um espaço na mesma rua número 611, com mudas de árvores já bastante grandes tendo a ciência da dificuldade do poder público de tirar essas árvores, e se apossar do espaço no futuro.

  3. Gostaria de aproveitar a excelente plataforma do canal, para denunciar dois casos: A barraca de venda de cocos em frente a FOCCA, no Carmo – Olinda. Além de ocupar 80% da extensão da calçada, coloca todo tipo de obstáculos (de depositos de lixo, mesas, cadeiras, etc) na rua, no entorno da barraca. OUTRO CASO: No Jardim Atlantico, na Rua JUCANO, que liga a Rua Alvaro da Boa Vista Maia à Rua Francisco Beltrão Andrade Lima, um cidadão construiu uma casa na metade da rua, colada ao muro da casa numero 495, ha dois anos. Foi feito denuncia ao Controle Urbano, no inicio da construção. A PMO nao tomou nenhuma providencia. Neste ultimo final de semana 6/4/19, resolveu construir um terraço, com telhado, usando a calcada da Rua Alvaro da Boa Vista Maia. A fossa da residencia fica em outra parte da rua. Caminhões do lixo e outros serviços, deixaram de entrar na rua. Inclusive o proprietario de um caminhão não consegue entrar e fica estacionado na Rua Alvaro da B.V.M., na esquina.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: