Skip to main content
Prefeitura de Olinda

LUPA SE REBELA CONTRA PAULO CÂMARA

Apesar de seu partido Solidariedade (SD) estar oficialmente na “base” do governador Paulo Câmara, o prefeito Professor Lupércio “se rebelou” e não votará nos candidatos da Frente Popular (Humberto Costa e Jarbas Vasconcelos) para o Senado. Os escolhidos de Lupa são os ex-ministros Mendonça Filho (Educação) e Bruno Araújo (Cidades).

A decisão do prefeito de Olinda demonstra duas coisas: A fragilidade do governador no comando do processo eleitoral e a personalidade do prefeito para enfrentar a força da “máquina”. “Lupércio está certo. A chapa que o governador formou é incoerente em todos os aspectos. Creio que o povo também vai fazer a mesma coisa; votar numa chapa mista. Vai ter governador de um lado e senador de outro”, avaliou o estudante de Direito Fabiano Ramos.

Além da coragem de se mostrar independente, Lupa também foi coerente, especialmente ao dizer não ao senador Humberto Costa, que defende na tribuna do Senado bandeiras contrárias aos cristãos como a legalização do aborto, o casamento gay, a ideologia de gênero, entre outras causas que vão na contra-mão do pensamento da sociedade brasileira.

CORRUPÇÃO – “A população precisa prestar muita atenção quando vota em alguém. É preciso analisar sua história, saber se está ou esteve envolvido em escândalos de corrupção, além de conhecer as suas crenças e convicções. Se você é contra o aborto, não pode – ou não deve – votar em alguém que é favorável a esta prática. O brasileiro ainda tem muito o que amadurecer, em relação à nossa frágil democracia”, analisou o jornalista Lucimar Almeida.

3 thoughts to “LUPA SE REBELA CONTRA PAULO CÂMARA”

  1. Olinda não é um curral desses que existem em algumas cidades do interior, onde o povo vota em quem o prefeito quer. O voto olindense é voto consciente, crítico, qualificado. Aqui o prefeito é só mais um eleitor igual a qualquer outro.

    1. Antonio Neto, não seja grosso!
      Em nenhum momento o prefeito falou que Olinda é um curral, todos os cidadãos devem refletir na hora de escolher o candidato e pronto.

      Hoje em dia não há respeito as autoridades e isso reflete no ser humano comum!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: