Skip to main content

ASSASSINO DA PROFESSORA IZAELMA CONDENADO A 28 ANOS DE PRISÃO

O ex-comissário da Polícia Civil Eduardo Moura Mendes foi condenado a 28 anos prisão pelo homicídio da ex-mulher Izaelma Cavalcante Tavares, então com 36 anos. A condenação do réu foi anunciada ontem (30) pelo Conselho de Sentença do Tribunal do Júri do Fórum de Olinda. O crime foi cometido no dia 3 de dezembro de 2011, na casa do condenado, em Olinda, quando a vítima foi alvejada com oito disparos.

Eduardo Moura foi condenado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e sem  chance de defesa. O ex-comissário e a professora estavam separados no dia do assassinato e tinham um relacionamento bastante conturbado.

O julgamento começou na manhã da terça-feira (29)  e, após uma pausa às 20h50, foi retomado ontem. A sentença foi lida pela juíza Andréa Calado, que presidiu a sessão, às 17h50. O crime aconteceu no Edifício Grants, na Rua Coronel João Manguinhos, em Bairro Novo, Olinda, quando a professora foi deixar o filho do casal, na época com cinco anos, para ver o pai.

Durante uma discussão com o ex-marido, a vítima ligou para o namorado, que gravou o telefonema, incluindo o pedido de socorro da mulher, e entregou aos investigadores. Após o assassinato, o ex-policial fugiu do local levando a criança.

O menino só foi encontrado em março de 2012, na casa dos avós paternos, em Rio Doce, também em Olinda. Depois disso, foi morar com os avós maternos, em Cidade Tabajara. No período em que esteve foragido, o acusado entrou para a lista dos criminosos mais procurados do estado. Eduardo Moura só foi preso no dia 17 de outubro de 2012, quase um ano depois do assassinato.

Fonte:OP9

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/observatoriodeol/public_html/wp-includes/functions.php on line 4609