Skip to main content

FALOW & DISSE! – “É GOLPE! E É GOLPE BAIXO!” – Kildare Johnson

Senhoras e Senhores observadores,

São tantas coisas acontecendo em nosso país, mas não podemos deixar de citar e nos solidarizar com as vítimas das tragédias ocorridas com as chuvas dos últimos dias na Região Metropolitana do Recife, fruto, infelizmente, do descaso do Poder Público. Mas nós podemos mudar toda a situação, COM A MAIS POTENTE ARMA DA DEMOCRACIA, O VOTO!

GRAVE, também, é a SABOTAGEM orquestrada por grupos que querem, a todo custo destruir a Operação Lava Jato, antes mesmo de destruir o Governo do Presidente Jair Bolsonaro. No decorrer da semana, com as prisões dos “hackers” e seus depoimentos, se descobriu coisas escabrosas, verdadeiros CRIMES CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL, envolvendo figuras do cenário político que, teoricamente, deveriam zelar pela estabilidade do Brasil e não CONTRIBUIR para que CRIMINOSOS ajam em seus intentos.

Foi o que aconteceu com a Sra. Manuela d’Ávila, do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), candidata a vice-presidente da República, na chapa do petista Fernando Haddad. A senhora em questão DEVERIA, enquanto CIDADÃ, ter procurado a Polícia Federal e não servir de ELO de LIGAÇÃO entre o hacker Walter Delgatti Neto e o Glenn GreenWald, o “VERDEVALDO” do Intercept.

Em 12 de maio de 2019 o hacker ligou para a cidadã, dizendo possuir um acervo de conversas de integrantes do MPF e que queria o contato do “VERDEVALDO”. POUCO TEMPO DEPOIS o “VERDEVALDO”, pelo “Telegram”, entrou em contato com o Walter informando que tinha interesse, sim, no conteúdo CRIMINOSAMENTE adquirido. E ele começou a passar para o “VERDEVALDO”.

Será que passou gratuitamente? Isso se precisa ser apurado.

São CRIMINOSOS e o envolvimento se dá com qualquer um que deixa de cumprir com o papel de CIDADÃO que seria avisar a Polícia Federal, logo no primeiro contato do “hacker”. Portanto a Sra. Manuela d’Ávila, no mínimo, precisa se explicar, como tanto queriam o PCdoB, o PSOL, o PT, a REDE e outros, que o Ministro Sérgio Moro e Procurador Deltan Dallagnol o fizesse.

O “hacker”, em depoimento, alegou ter trabalhado durante meses e diz “não ter cobrado nada”, mas apareceu MUITO DINHEIRO, uma quantia fora do compatível com seus rendimentos, na casa de outro tinha R$100 mil! E isso sem busca no COAF, hein?


Vejo que esses e outros caras vão se complicar, cadeia neles! E, por falar em “cadeia”, o PT entrou com o pedido de prisão contra o Ministro Sergio Moro, protocolado tanto na PGR, quanto no STF. O pedido foi assinado pela Gleisi Hoffmann “Amante” ou “Coxa”, o Paulo Pimenta “Montanha” e por Humberto Costa “Drácula” (apelidos que constam na lista da Odebrecht) e, como se isso não bastasse, o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Felipe Santa Cruz, também petista filiado por 8 anos.

Recomendou o afastamento alegando que o Ministro Sergio Moro “Usa o cargo, aniquila a independência da Policia Federal e ainda banca o chefe de quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”. Que “coisa”, não?

Querem saber? Os “hackers”, a Manuela d’Ávila, o “VERDEVALDO” e os demais envolvidos no CRIME contra ALTAS AUTORIDADES NO EXERCÍCIO DA FUNÇÃO PÚBLICA (quebra de sigilo telefônico), tentaram um GOLPE e cometeram um ATENTADO CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL.

Aparenta ser uma REDE CRIMINOSA sofisticada, que vem agindo de forma contínua em concurso com agentes que formam um BANDO com ramificações em partidos políticos e veículos de imprensa, financiados por interessados no fim da Operação Lava Jato.

GOLPE BAIXO que precisa ser apurado sem que haja destruições de provas, nem fugas. Teremos Prisões, estou certo disso!

Kildare Johnson – Mediador Judicial – Árbitro – Palestrante motivacional. Escreve para o Observatório de Olinda aos domingos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: