Skip to main content
Prefeitura de Olinda

GASOLINA ADITIVADA POR R$ 4,49 É “PEGADINHA”

A crise dos combustíveis levou a população a uma histeria coletiva nas filas em busca de combustível e alguns comerciantes ainda tentam tirar vantagem da situação. O Posto Ipiranga da Avenida Fagundes Varela, em Jardim Atlântico, é um deles com a prática criminosa e lesiva ao consumidor de expor placa com o preço da gasolina aditivada (que ele não tem) por R$ 4,49 e só na hora de abastecer informar que só dispõe de gasolina a comum por R$ 4,70.

“Este é o comerciante “esperto”. Ele deixa essa placa para atrair o motorista. Depois de uma hora na fila a gente descobre que não existe a gasolina aditivada que a placa mostra por R$ 4,49 e somos praticamente obrigados a abastecer com a comum, inclusive muito mais cara”, disse revoltado o contador Ariovaldo Nunes.

Alguns motoristas disseram que vão denunciar o posto ao Procon por propaganda enganosa. Quando questionados os frentistas apenas informam que o preço é o praticado antes da greve dos caminhoneiros. “Não temos gasolina aditivada. O preço que ficou na placa é o antigo. A gente não sabe quanto vai custar quando chegar combustível novo”, desconversou um funcionário que não quis se identificar.

BOICOTE – A maior punição para o “comerciante esperto” é o boicote. No dia que o consumidor brasileiro simplesmente parar de comprar nesses estabelecimentos as práticas desonestas vão naturalmente desaparecer. Mas se, depois disso, você volta lá e enche o tanque do carro como se nada tivesse acontecido, está pedindo para ser feito de idiota novamente. O poder está nas mãos do cliente. Infelizmente nem todos usam.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: