Skip to main content
Prefeitura de Olinda

FALLOW & DISSE: “OH CÉUS, OH VIDA, OH AZAR… ISSO NÃO VAI DAR CERTO” – Kildare Johnson

Senhoras e Senhores observadores, o que será capaz de fazer um “ajudante do ajudante” do pedreiro, se derem para ele um projeto arquitetônico para executar? Ele até pode chamar o ajudante para lhe auxiliar, mas o ajudante do pedreiro jamais irá “seguir” aquele que é o responsável por retirar toda a sujeira deixada na obra pois essa, sem demérito, é a função do “ajudante do ajudante”.

Imaginemos um profissional em nível técnico de enfermagem, tendo que efetuar um procedimento cirúrgico de alta complexidade, como um transplante duplo de pulmões e coração, será que a probabilidade de sucesso chegaria a 1%?

Vindo para a realidade, o que as senhoras e os senhores dizem de um profissional de Microbiologia, especialista em malária e POLÍTICO, ser responsável pelo MAIOR órgão de Saúde do Mundo, isso soa normal ou causa inquietação e perplexidade, traduzindo numa sensação de que se está em mãos desacertadas?

Pois bem, o Diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), o senhor Tedros Adhanon Ghebreyesus, é POLÍTICO, MICROBIOLOGISTA E “MALARIÓLOGO”.

O ciclo do SARS-COV-2, o “POCORONGA-CHINÊS” (assim batizei o tal “novo coronavirus”) tem seguido o que os EXPERTOS (com “X” mesmo, está correto), as AUTORIDADES, os ENTENDEDORES, os TÉCNICOS e os verdadeiros ESPECIALISTAS previram, que é o seu estágio normal de infecção, pico, queda; reinfecção mais branda, pico mais brando, queda, como em qualquer outro ciclo viral, assim como foi com os seus “irmãos” MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio) e com o SARS-COV (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que atingiram milhares de pessoas em algumas regiões do planeta, com registros de consequências graves, e que são da mesma “família (ORDINÁRIA) Coronaviridae”, que circulam entre nós desde a década de 1960 (Fonte: vidasaudavel.einstein.br).

Passado mais de um ano que se teve conhecimento do “POCORONGA-CHINÊS”, tudo o que os PERITOS em virologia, mesmo sem total conhecimento do “novo”, disseram aconteceu e a propensão, a se confirmar, é a queda do número de infecções, que com a chegada de uma (ou mais) VACINA (S) TESTADA (S), RETESTADA (S) e DEVIDAMENTE APROVADA (S) POR ENTENDEDORES, a tendência é TUDO VOLTAR AO NORMAL (nada de novo), a vida seguir o seu rumo e, claro, pesquisas científicas continuarem para trazer melhor qualidade de vida e cura para outras tantas moléstias existentes, certo?

Para o senhor Tedros Adhanon Ghebreyesus, NÃO!!! Ele “jogou água na fervura” do OTIMISMO que todos nós estamos, com os resultados dos ESTUDOS AVANÇADOS que dão conta de que teremos em breve uma vacina, seja da Moderna, cuja eficácia já atingiu 95% ou da Pfizer com 90%, que está praticamente no mesmo nível de avanço do laboratório BioNTech, quando ele disse que “AS MEDIDAS DE PREVENÇÃO DEVEM SER MANTIDAS E ISSO INCLUI TESTAGEM E QUARENTENA”.

“Ouxe”, não bastou o lapso temporal que a OMS levou para anunciar a pandemia, perdendo um tempo VITAL? E o VEXAME que foi em relação ao uso das máscaras? Foram muitas a informações DESENCONTRADAS que geraram MEDO, INSEGURANÇA e PÂNICO!

Lembram do caso dos pacientes assintomáticos que hora transmitiam, hora não? “Não transmite! Quer dizer… alguns transmitem; até chegar no “transmite, transmite sim, vai-vai…”

Vai-te embora!!! O Diretor-Geral da OMS está parecendo o “Hardy”, do desenho “Lippy e Hardy”! Quem tem mais de 45 anos lembra: enquanto Lippy, o leão, andava sempre de corpo ereto, efusivo e alegre, enchendo o ambiente de positividade, com seu ânimo e motivação diante das situações difíceis que apareciam, o “Hardy” se alimentava psicologicamente de ideias desastrosas, fazendo questão de salientar que aquilo “não ia dar certo”, que “o pior iria acontecer a qualquer momento”.

Hardy, de tão melancólico, chegava a andar com o corpo curvado e cabisbaixo! NÃO nos deixemos levar por “profecias da falta de possibilidades”, pelo pessimismo, nem por notícias apocalípticas que divulgam com o intuito de causar pânico (para que? Sabe Deus), não sejamos jamais como “Hardy”, cujo bordão era: “Oh, céus, oh vida, oh azar… isso não vai dar certo”.

Kildare Johnson – Bacharel em Direito, Mediador/Conciliador, Árbitro Judicial e Palestrante Motivacional.

MUITO IMPORTANTE TER VOCÊ COM A GENTE – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://twitter.com/obsolinda Twitter

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: