Skip to main content
Prefeitura de Olinda

FALLOW & DISSE: “LUTEMOS, HOJE É DIA!” – Kildare Johnson

Estamos vivendo dias de incômodas incertezas desde que a “Peste Chinesa” se instalou no Brasil e isso tem trazido um misto de insegurança, medo, impotência diante da ameaça de contrair a Covid-19, muitas dúvidas e até falta de esperança e de boas perspectivas futuras; tudo isso porque as CATASTRÓFICAS notícias não param, elas se revezam dia após dia, onde a maioria dos noticiários são quase uma sentença de que você está exposto a uma “terrível moléstia” que, agora, com as “novas cepas” do vírus não quer saber se sua imunidade está em dia, se você tem ou não comorbidades, nem tampouco a sua idade!

Ou seja, se você pegar o “pocoronga”, você é um sério candidato a ocupar uma das valas comunitárias que os telejornais voltaram a mostrar todos os dias, tal qual era há menos de um ano, lembra?

“Tempos estranhos”, como disse, na última semana, o senhor ministro da Suprema Corte, Marco Aurélio Mello, se referindo a outra DOENÇA, a “SIJ-PATPd” (Síndrome da Insegurança Jurídica Provocada Por Advogados Togados que Pensam Ser deuses). Aliás, nem vou comentar sobre o absurdo dos absurdos que foi OUSAR insinuar a inocência do LADRAVAZ do Lula.

Retomando: Com números cada vez mais altos de contaminação, onde a Organização Mundial da Saúde (OMS), que não acertou uma, reverbera estar “preocupada com o Brasil”; com a “inédita” (sic) superlotação da nossa rede púbica de saúde, beirando o antes “impensável” colapsar (sic) do sistema; com a incerteza de como serão os próximos dias ou a “certeza” (deles) de que muitos morrerão, falam em 3.000 por dia! Aí eles resolvem trancafiar novamente o povo em casa “porque o vírus está à solta”, o mesmo vírus que excepcional e milagrosamente “NÃO circula” nos transportes públicos e sim em outros locais como restaurantes, salões de beleza, escolas, bares e até em produtos que não são considerados de primeira necessidade!

É, tem até que isolar no supermercado alguns produtos, porque o “pocoronga” está lá e vai te pegar, “boo”… Mas será que o que está sendo feito pelos senhores governadores e prefeitos, na maioria dos estados e municípios, está correto?

Os números até sexta-feira, dia 12 de março de 2021, são os seguintes: Casos Confirmados, 11.363.380; 275.105 lamentáveis óbitos e os RECUPERADOS somam 10.000.980 com letalidade, portanto, de 2,4% ou 131 por cada 100.000 habitantes, se preferir 13,1 mortos para cada grupo de 10.000 brasileiros.

Sem dúvida o número de mortos não deixa ninguém contente, contudo não podemos deixar de registrar que os mais de 90% de RECUPERADOS é algo INCRÍVEL e que não é evidenciado pela imprensa, sequer está sendo mencionado nos últimos dias pelos principais veículos, como é DECLARADO o número LAMENTÁVEL de mortos, já que eles preferem mesmo é falar repetidamente que o caos se aproxima, numa cantilena funesta que parece orquestrada para causar medo e pânico nas pessoas!

Ora, vocês não acham que o número de recuperados deveria ser melhor explorado pela imprensa? Lamentavelmente 2 a 3 pessoas em meio a 100 que contraem essa peste chinesa morrem, mas 97/98 sobrevivem e poderia, sim, ser pior!

Notemos que parte da imprensa parece estar querendo plantar o terror, até pela cara de alguns se percebe isso, sobretudo quando surge uma nova droga e o nosso presidente simpatiza com ela, como é o caso do EXO-CD24; isso é o suficiente para eles bradarem que não há comprovação científica, que pode piorar, que tem que ficar em casa, que “blá-blá-blá”…

Enfim, o que não devemos engrossar o time dos coitados que se guiam por determinados veículos de imprensa, pois está claro que eles estão determinados a NEGAR a REALIDADE e ainda chamam os outros de “negacionistas”, na velha tática de acusar outrem do que eles são, isso chega a ser nojento.

Pelo que se pode concluir, quando a pandemia da Peste Chinesa cessar, que vai cessar não tenhamos dúvida, porque é assim e foi assim com todas as outras, além do aumento do número de recuperados que trazem a imunidade natural, a melhor delas, e da aplicação de vacinas, a Covid-19 se tornará uma doença parte do calendário de endemias.

Por falar em endemias, será que passaremos a viver num paraíso, talvez até “vivendo séculos”, quando a peste chinesa passar? Não sei se o sentimento dos senhores é o mesmo envolve a maioria hoje onde AVC, infarto (sem ser resultante da Covid-19), AIDS, pneumonia (sem ser resultante da Covid-19), câncer, gripes (sem ser resultante da Covid-19), entre outras e até dengue, que não se ouviu mais falar em número de mortos (nem tem vacina), parecem ter “desaparecido” do Brasil!

Por fim, concordo com os que dizem que “nagacionismo mata”; mata mesmo, por isso, se pararem de negar o TRATAMENTO PRECOCE sairemos dessa mais rapidamente. LUTEMOS, hoje é dia!

Kildare Johnson – Bacharel em Direito, Mediador/Conciliador, Árbitro Judicial e Palestrante RM

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

One thought to “FALLOW & DISSE: “LUTEMOS, HOJE É DIA!” – Kildare Johnson”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: