Skip to main content
Prefeitura de Olinda

FALLOW & DISSE: “GARANTIA DA LEI E DA ORDEM!” – Kildare Johnson

Estamos vivendo momentos que só podem ter o status de CRUCIAIS e essencialmente DETERMINANTES para a NOSSA DEMOCRACIA e, sobretudo, a manutenção do ESTADO DE DIREITO em nosso pais.

Por que eu faço tal afirmativa? A resposta é simples: Nunca se levantou tantos FALSOS em cima do maior mandatário da Nação brasileira, do senhor Presidente da República, como agora fazem gratuita e DESPUDORADAMENTE. O PIOR de tudo é que são INCRIMINAÇÕES PUEIRIS, INCONSISTENTES, INFUNDADAS e MENTIROSAS que são difundidas por atores sem qualquer temor de virem a ser responsabilizados por elas! (Terá virado zona?)

A mais grave delas e que virou cantilena nas bocas de um monte de FARSANTES LEVIANOS e até de INDECOROSOS políticos, que “sonharam” e decidiram se referir ao presidente da República Federativa do Brasil como “genocida”, algo CRIMINOSO, IMPENSÁVEL e até INCONCEBÍVEL!

Será que esses MALFAZEJAS sabem o que significa “genocida”? Quero crer que não, dada a GRAVIDADE e a total INCOMPATIBILIDADE com a pessoas do senhor presidente Jair Messias Bolsonaro, porque GENOCIDA é uma palavra usada para referir-se a ações realizadas por determinados agentes que tem o objetivo de “exterminar” grupos por conta de sua opção religiosa, ideológica, ou por questões ligadas à etnia, raça e nacionalidade!

O que diabos isso tem a ver com um homem que busca sempre o MELHOR para o seu país? Que pôs fim a décadas de escândalos de corrupção? Que fez e faz o país CRESCER com as estatais dando lucros, mesmo em meio a uma pandemia? Que tratou de ALIMENTAR os mais necessitados durante a crise sanitária no MAIOR programa de distribuição de renda jamais visto, como foi e é o Auxílio Emergencial? Um homem que só deseja o melhor para o seu povo!!! Onde está o “genocida”?

A sensação é a de que esses PERJUROS já foram LONGE DEMAIS, a turminha do “quanto pior, melhor” já ultrapassou até os limites do intolerável, da mesma forma que os chefes dos poderes executivos estaduais e municipais, por força de um ABSURSO e INCONSTITUCIONAL TOLHER dos poderes soberanos do senhor presidente da República estão decidindo sobre os INEGOCIÁVEIS direitos fundamentais dos cidadãos, cujo arbítrio pertence EXCLUSIVAMENTE ao cidadão e, em situações extremas e terrivelmente necessárias, poderá ser prerrogativa do senhor presidente da República!!!

Alguns “patriotas ansiosos”, outros não tão patriotas assim “GRALHAM” pelos quatro cantos do país: “Intervenção Militar Já”; “Artigo 142”, tal qual “Amazonas Aestivas”, da família das “Psittacidaes”, pertencentes à ordem dos “Psitaciformes” ou, simplesmente, os nossos conhecidos PAPAGAIOS, sem que, sequer, saibam o que estão a repetir!

O “tão falado” Artigo 142 diz que: “As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República e DESTINAM-SE à DEFESA da PÁTRIA, à GARANTIA dos poderes CONSTITUCIONAIS e, por iniciativa de qualquer destes, da LEI e da ORDEM”.

Ora, invocar as Forças Armadas, requer uma necessidade ímpar, quase que única, algo como “último recurso”, o que só deve ocorrer em situações extremas!

Para que o senhor presidente possa fazer o país voltar a funcionar, entendendo que o tal “lockdown horizontal” é algo cientificamente INEFICAZ, que EMPOBRECE os mais vulneráveis a curto prazo e a médio arrasa o pais!

Para poder reorganizar todas as atividades, hoje sob a responsabilidade dos estados e municípios por força de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), basta que o chefe supremo da FFAA solicite aos comandantes militares, oficiais generais, que contatem os comandantes das Polícias Militares Brasil afora, que estão subordinados ADMINISTRATIVAMENTE aos senhores governadores mas que, constitucionalmente, são FORÇAS AUXILIARES e, portanto, consideradas RESERVA DO EXÉRCITO BRASILEIRO, além de integrarem o SISTEMA DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL DO BRASIL, repito: DO BRASIL!

Assim, ainda que estejam subordinadas, em nível operacional, às Secretarias de Estado e Segurança Pública, isso “tempos de paz” (leia-se: na normalidade), as Polícias Militares, na condição de FORÇAS AUXILIARES as FFAA, poderão cumprir determinações advindas do Exército Brasileiro.

Conclui-se, portanto, que cabe ao senhor presidente da República Federativa do Brasil, Chefe Supremo das FFAA, Maior Mandatário da Nação, a PRERROGATIVA e a COMPETÊNCIA de promover para o bem comum, a GARANTIA DA LEI E DA ORDEM!

Kildare Johnson – Bacharel em Direito, Mediador/Conciliador, Árbitro Judicial e Palestrante RM.

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: