Skip to main content
Prefeitura de Olinda

FALLOW & DISSE: EU QUERIA TER UMA MÁQUINA DO TEMPO! – Kildare Johnson

Eu só queria ter uma máquina do tempo; eu só queria ter uma máquina que me levasse a um tempo adiante, mas não muito distante… Que ela me remetesse até outubro ou mesmo novembro de 2022; se não fosse “pedir muito”, já queria ver como estaria o mundo e, principalmente, o meu Brasil até janeiro de 2023, preferencialmente depois do dia 1º!  

Digo “o mundo” para não parecer bairrista, mas eu queria mesmo era só ver o meu Brasil, saber como estariam algumas “figuras públicas” desta minha Pátria Amada; queria saber como estariam os mentirosos, os inimigos do bem, os conspiradores, os insatisfeitos com o crescimento e com tudo o que de bom vem acontecendo em nosso país que, com pandemia e tudo, hoje cresce e é um fervilhante canteiro de obras! 

Eu queria mesmo era ter uma máquina do tempo, para saber como estarão aqueles desalmados que não pensam no coletivo; eu queria ter uma máquina do tempo para saber como estarão os bandidos, os malfazejas, os salafrários, os trambiqueiros, os inimigos do Brasil que, descaradamente mentem

Se eu pudesse entrar numa máquina que me levasse para o futuro, eu digitaria, na data mínima, novembro de 2022 e na máxima janeiro de 2023, mas se a máquina for boa, bem fabricada e não tiver influência de “terceiros interessados”, ela bem poderia me levar a “uma” e depois a “outra” data; “ô”, como seria bom ver uma prévia de como estaremos por lá, como tudo estará, “ô”… 

Meu Brasil, meu Brasil, meu Brasil cujo povo tanto tem sofrido em mãos que só o exploram, em mãos que tudo o que desejam é tirar do trilho que por mais de três décadas estava descarrilado!

São tantas as incertezas, a insegurança que vivemos é tão incômoda que, mesmo sabendo que DEUS É CONOSCO, e que o mal JAMAIS PROSPERARÁ, a ansiedade de ver logo tudo se resolver, de ver criminosos punidos, de ver a conscientização de que o bem está evidente, sem ideologia, sem convicções toscas e sem burrice até, é tão grande que eu queria ter uma máquina do tempo. 

Kildare Johnson é árbitro judicial, palestrante “MR”, jornalista e escreve para nós aos domingos

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: