Skip to main content
Prefeitura de Olinda

FALÊNCIA: TV TRIBUNA ESTÁ EM ‘PETIÇÃO DE MISÉRIA’

O Sindicato dos Jornalistas de Pernambuco divulgou nota, agora há pouco, denunciando a situação dos profissionais que atuam na TV Tribuna (Band) Canal 04. De acordo com o órgão, há meses, a empresa atrasa os salários dos trabalhadores, além de submeter os funcionários a situações de insalubridade.

A crise teria se iniciado em 2020, na esteira das dificuldades do Grupo Nassau, ao qual a rádio e a televisão pertencem. Informações de bastidores indicam, inclusive, que o prédio da torre de transmissão, localizado na Zona Rural de Olinda, já estaria em vias de ser leiloado pela Justiça do Trabalho a fim de pagar dívidas com funcionários.

“Como constante sinal de desrespeito, a TV TRIBUNA também descumpre protocolos básicos de segurança sanitária dentro da própria empresa, com banheiros e corredores insalubres, além da infraestrutura interna comprometida”, diz parte da nota do Sindicato dos Jornalistas.

Ainda de acordo com o documento, além de não pagar os salários, a Tribuna também vem negligenciando compromissos com o INSS e não recolhe o FGTS dos trabalhadores.

Triste fim de uma empresa que já foi modelo de atuação no setor de comunicação, em Pernambuco e no Brasil.

LEIA A NOTA COMPLETA

JORNALISTAS DA REDE TRIBUNA DE TELEVISÃO ENFRENTAM DIFICULDADES POR CONTA DE ATRASO SALARIAL
 
O direito ao salário em dia não é um favor que se faz ao empregado, mas a remuneração, nem sempre justa, pelo tempo, disposição e suor empregados no negócio do patrão. O trabalhador é quem faz a empresa funcionar em qualquer situação. No caso do jornalismo, não há notícia sem uma equipe de profissionais.

A forma como a REDE TRIBUNA DE TELEVISÃO, ligada ao Grupo Nassau em Pernambuco, vem tratando seus trabalhadores,  é alarmante e precisa ser denunciada amplamente junto à sociedade civil organizada e aos poderes LEGISLATIVO, JUDICIÁRIO E EXECUTIVO, bem como ao mercado publicitário.

Embora existam dificuldades relacionadas à gestão da empresa, entendemos que não pode haver falta de iniciativas e boa vontade em procurar soluções. “Empurrar o problema com a barriga” ao longo dos meses, como vem ocorrendo, não é sinal de quem busca solução efetiva para a classe trabalhadora.

Atualmente, a categoria acumula vários meses de salário em aberto.  Esta é uma prática abusiva que vem se estabelecendo desde 2020 por parte da empresa, negligenciando seu dever básico trabalhista, inclusive em relação ao não pagamento da contribuição previdenciária do INSS e não recolhimento dos valores do FGTS. 

Aos jornalistas que somente detém sua força de trabalho e mantém a programação local da TV e do Rádio ativa restam dívidas, desespero, noites sem dormir, vergonha, humilhação, indignidade. Muitos enfrentam doenças na família e alguns chegaram até mesmo a contrair o novo coronavírus, a COVID-19, em virtude da exposição diária para o cumprimento de pautas jornalísticas. 

Como constante sinal de desrespeito, a TV TRIBUNA também descumpre protocolos básicos de segurança sanitária dentro da própria empresa, com banheiros e corredores insalubres, além da infraestrutura interna comprometida.  

O silêncio, a omissão e a inércia ferem a nossa dignidade. Iremos à Justiça do Trabalho em busca de reparação dos direitos dos jornalistas da REDE TRIBUNA DE TELEVISÃO DE PERNAMBUCO. Exigimos mais respeito, valorização do ser humano e dignidade do trabalho jornalístico.

Recife, 23 de abril de 2021

SINDICATO DOS JORNALISTAS DO ESTADO DE PERNAMBUCO – SINJOPE
FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS – FENAJ

QUER SABER TUDO SOBRE OLINDA PRIMEIRO??? – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

5 thoughts to “FALÊNCIA: TV TRIBUNA ESTÁ EM ‘PETIÇÃO DE MISÉRIA’”

  1. Tv Tribuna, assim como o Diario de Pernambuco, estão somente esperando a falência chegar. Folha de PE e Tv Clube também patinam, mas têm dois grupos empresariais relativamente fortes por trás (Sistema Opinião, mesmos donos do Hapvida, e Grupo Queiroz Monteiro), embora sejam cada vez mais inexpressivos. Os únicos grupos de comunicação ainda fortes aqui em PE são o Sistema Jornal do Commercio – apesar dos vários passaralhos recentes -, por pertencer a um colosso empresarial que é o grupo JCPM e a Globo, praticamente a única emissora de Tv aberta vista no Estado.

    1. Ingerência e incompetência dos administradores! No quadro executivo, a única coisa que sabem é ostentar o “Status” de diretor. Simplesmente não entendem nada de comunicação. O resultado era simplesmente previsível!

    2. Pelo o andar da carruagem, a rádio Jornal só tinha mesmo audiência quando Geraldo Freire apresentava a super manhā ate o fim, qdo tinha Graça Araujo,e outros profissionais imparciais, mais agora desgringolor. Tem un tal de VAGNER Gomes e outros comunistas que levaram a perca da,audiência.

  2. acho que a TV Tribuna poderá ser vendida para o Grupo Tribuna do Espírito Santo, ou para o grupo Ser Educacional
    que poderia implantar seus conteúdos da Faculdade Mauricio de Nassau, para todo o estado

    vamos aguardar as cenas dos próximos capitulos

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: