Skip to main content
Prefeitura de Olinda
Lei do Silêncio

DE VOLTA PARA O BAR DO INFERNO – PARTE 2

Conforme anunciado aos quatro cantos de Olinda, o bar e filial do inferno conhecido como Confraria Olindense, em Casa Caiada, voltou a tirar o sossego de centenas de pessoas de bem que tentaram exercer o sagrado direito de DORMIR dentro de suas casas, no final de semana.

Mais uma vez a madrugada do sábado (05) para o domingo (06) foi de total desrespeito a idosos, crianças, bebês e adultos que sofrem duplamente; com os crimes cometidos pelo estabelecimento e a omissão da Polícia Militar e Prefeitura de Olinda.

Diante de tanta “liberdade” para cometer o crime de perturbação do sossego sem sofrer qualquer represália, os moradores da área estão se perguntando o porquê da inoperância da Prefeitura e sua Secretaria de (Des)Controle Urbano.

“Só pode tá rolando propina nisso aí. O abuso tem dia e hora pra acontecer. A gente quer saber quem é que tem o ‘rabo preso’ com eles. Porque o fato é que todo final de semana isso se repete e ninguém faz nada”, disse uma moradora por meio de mensagens de WhatsApp.

Ela lembrou ainda que as barracas da praia, nas imediações do Templo Budista, também não respeitam nada nem ninguém. Muito menos a Prefeitura. E assim, Olinda vai caminhando para a selvageria de sua sina de 4º Mundo.

Lamentável e vergonhoso para quem vive aqui!!!

2 thoughts to “DE VOLTA PARA O BAR DO INFERNO – PARTE 2”

  1. Não so o barulho, como tambem a quantidade de cavalos soltos pelas ruas de olinda. Os donos como não tem do que alimenta-los, libera-os para revirar as lixeiras, a cata de restos de comida. Hoje pela manhã, por volta das 9:30h, encontrei vários nas rua Sao João Batista, Fagundes Varela e na Rua da Câmara de Vereadores na lateral da Prefeitura. Vagam feito zumbis, desnutridos, com ossos a amostra, maltratados, cheios de feridas. Podem causar um acidente com os veiculos. Observei que passaram junto aos animais uma patrulha do transito de Olinda, olharam e foram embora. O correto seria comunicação com o controle urbano para recolherem os animais. Eles não têm noção de suas atividades e só pensam em produzir MULTAS!

  2. Já não era sem tempo. Um absurdo o que faz o proprietário desse bar. Aliás, seria bom a prefeitura também solicitar as licenças e autorizações para construção de todo aquele conjunto de lojas. O que ainda continua em andamento, tendo em vista a construção de mais um pavimento acima do que foi construído. Que por sinal, não me parecer atender todas as normas e exigências necessárias para se construir. Prefeitura, é bom averiguar se essa obra encontra-se regularizada! Valeu a precaução!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: