Skip to main content
Prefeitura de Olinda

COLUNA FALOW & DISSE: Pare o Mundo Que Eu Quero Descer – Kildare Johnson

Senhoras e senhores observadores,
Nos idos da década de 1970, um cantor de nome Silvio Brito lançou uma música cujo título era “Pare o mundo que eu quero descer”, na letra ele dizia que já não aguentava mais “escovar os dentes com a boca cheia de fumaça”, numa alusão à poluição do ar e que até mesmo as suas lágrimas haviam sido “contaminadas”!

E continuava: “Você acha graça porque se esquece que nasceu numa época cheia de conflitos entre raças.” Ele também falou na burocracia de ter que tirar fotos para uma infinidade de documentos (já naquela época era assim), falava até em esperar pelo seu pobre time ser campeão, depois mencionou a famosa “crise do petróleo”, e o refrão da música era o seguinte: “Tem que pagar pra nascer, tem que pagar pra viver, tem que pagar pra morrer… Estou certo de que muitos dos senhores e senhoras  se lembraram da música agora. Alguns até cantarolaram em silêncio.

Pois bem, analisando os últimos acontecimentos:
1- Na sexta-feira, dia 03 de maio, o presidente dos Estados Unidos “bateu um papo” ao telefone com o presidente da Rússia, Vladimir Putin sobre a situação lá na Venezuela, aproveitou e falou na Ucrânia e da Coreia do Norte, sobre um possível acordo nuclear, envolvendo, também, a China e “coisa e tal”… O bom é que o presidente Donald Trump, GARANTIU que o russo Putin NÃO vai intervir na Venezuela! Nem ele, que também deseja um solução positiva e pacífica para o que lá está ocorrendo, graças a um ditadorzinho de meia tigela que está matando o seu povo de “hambre”!

Por falar em tigela:
2- Na Coréia do Norte, ao menos 10 milhões de pessoas também estão passando por um fenômeno chamado de “estado de insegurança alimentar”. Hã, como assim? É que os COMUNAS do “governo” determinam que cada um deve receber 300 g de uma tal “ração pública” POR DIA! Não é por refeição, é  POR DIA! Devido à “crise”, estipularam a ração pública diária, distribuída pelo governo.

Mas, pasmemos, o programa nuclear norte-coreano vai “muito bem”. Ontem mesmo realizaram testes! Aí aquele SAFADO do Kim Jong Un vem acrescentar que “os 300g por dia se deve a uma das piores colheitas dos últimos dez anos, por causa da seca, por causa do calor e das inundações, ao mesmo tempo”. ENTÃO AO INVÉS DE SOLTAR “FOGUETINHOS”, IMPORTE COMIDA, ORA!

Para termos uma ideia, a população da Coreia no Norte é de aproximadamente 25 milhões, ou seja, quase metade está passando fome, enquanto o gordinho, outro ditadorzinho de meia tigela, “blinca de zogar war”;

3- E na Venezuela, o líder Juan Guaidó e seus simpatizantes marcharam ontem, sábado, em direção aos principais quartéis venezuelanos para exigir que as Forças Armadas deixem de apoiar o ditador  Nicolás Maduro. Lembrando que Guaidó é considerado presidente interino da Venezuela por mais de 50 países.

Enquanto isso, em “Terra Brasilis”, o Paulinho da Força diz, em plena luz do dia, com todas as sílabas e para quem quisesse ouvir, numa clara tentativa de desidratar a reforma da Previdência para impedir ganhos políticos do Presidente Jair Bolsonaro, a seguinte frase: “Precisamos de uma reforma da Previdência que não garanta a reeleição do Bolsonaro.”

Sigamos a canção:
“Tá tudo errado, tá tudo errado, desorientado segue o mundo, enquanto eu vou
ficando aqui parado…
uô-o, tá tudo errado,
uô-o, tá tudo errado…

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: