Skip to main content

CASO JÚLIA: PAIS REVELAM DETALHES DO REENCONTRO COM A FILHA ADOTIVA

Na noite de ontem (24), a família da menina Julia França do Nascimento, de nove anos, que estava desaparecida desde terça-feira (21), deu alguns detalhes sobre o retorno dela para casa, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife.

O relato aconteceu através do blog do Projeto Amigos, do qual os pais são coordenadores. A página estava sendo usada como plataforma para atualizações sobre o caso. 

De acordo com a postagem feita pela família, Julia teria entrado em contato através de mensagem pelo celular logo cedo nesta sexta-feira (24). Quando saiu de casa, a menina levou consigo o telefone do pai, Wellington, e o carregador do aparelho. Nos últimos dias, contudo, o celular se encontrava desligado segundo informações passadas pela mãe, Patrícia. 

A menina saiu de casa, no condomínio Enseada do Atlântico, em Jardim Atlântico, Olinda, por volta das 5h30 da terça-feira. Estava sozinha e levava consigo uma mochila. Patrícia identificou que ela teria levado roupas, algumas sandálias e o telefone celular do pai. Foi iniciada, então, uma busca por Julia, com mobilização em redes sociais. 

Após ser localizada na manhã de ontem, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, a menina, assim como os pais, foi levada para a Delegacia de Rio Doce, em Olinda, para prestar depoimento.

A Polícia Civil, até o momento desta publicação, não havia se manifestado oficialmente sobre detalhes do caso, como motivação e circunstâncias da localização de Julia. Julia e o irmão, Estevão, de 11 anos, foram adotados pelo casal Patrícia e Wellignton há cerca de dois anos, segundo informações publicadas no blog alimentado pela família.

LEIA ÍNTEGRA DA POSTAGEM DA FAMÍLIA

“Uma mensagem no WhatsApp enviada para Wellington e Patrícia, por volta das 5:30 da manhã, mudou uma história de tristeza e angústia que durou quatro dias. Julia, desaparecida desde terça-feira, 21 de julho, em Olinda, enviou a seguinte mensagem: “Desculpa mamãe. Te amo.” O celular que estava desligado nos últimos dia, havia sido ligado. Wellington então ligou diretamente para o número: “Filha? Meu amor? Que saudade de você. Aonde você está minha princesa?”, perguntou. “Sou eu papai”, respondeu Julia. Wellington perguntou para Julia se ela sabia dizer aonde estava, mas ela respondeu que não. “Filha preciso que você encontre um adulto que me diga onde você está, acha que consegue?”, sugeriu. Mantendo o celular ligado, Wellington aguardou. Em poucos minutos um homem falou. Ele não disse o nome, apenas que estava a caminho do trabalho. Wellington explicou que a menina do celular era sua filha que estava desaparecida e que ele precisa saber o endereço em que ela estava para buscá-la. ‘Ela está na Av. Domingos Ferreira em Boa Viagem’, disse homem para a surpresa da família que concentrou as buscas por Julia apenas em Olinda. Após pegar pontos de referencia, Wellington e Patrícia seguiu para a zona sul do Recife por volta das 6:15 para encontrar a filha.”

MUITO IMPORTANTE TER VOCÊ COM A GENTE – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

Fonte: Folha de Pernambuco

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: