Skip to main content
Prefeitura de Olinda

CANDIDATOS RECEBERAM R$ 2,4 MILHÕES. JOÃO PAULO FOI O “RICO” COM MAIS DE R$ 1 MILHÃO

Uma consulta simples ao site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que os dez candidatos a prefeito de Olinda receberam um total de R$ 2.407.019,40 (Dois milhões, quatrocentos e sete mil, dezenove reais e quarenta centavos) para gastar na campanha eleitoral 2020.

O candidato João Paulo (PCdoB) foi quem mais recebeu dinheiro, um total de R$ 1.018.090,56 (Um milhão, dezoito mil, noventa reais e cinquenta e seis centavos. O “liso” desta vez foi Armando Sérgio (Avante), que não recebeu nem um centavo – de acordo com declaração no site do TSE.

No caso de João Paulo, o detalhamento mostra que o seu PCdoB enviou R$ 960 mil e o PT outros R$ 53.340,56 (Cinquenta e três mil, trezentos e quarenta reais e cinquenta e seis centavos), além de doações de pessoas físicas. O TSE indica que a campanha de Jampa contratou R$ 839 mil e pagou R$ 563 mil.

O segundo colocado no ranking é o prefeito reeleito Professor Lupércio (SD), que recebeu R$ 462.379,11 (Quatrocentos e sessenta e dois mil, trezentos e setenta e nove reais e onze centavos).

A graninha veio do seu partido (R$ 250 mil), do DEM nacional (R$ 100 mil), do proprietário da Faculdade de Medicina de Olinda (FMO), Inácio de Barros Melo Neto (R$ 50 mil); e de doações do próprio prefeito (R$ 22 mil) e do vice-prefeito Márcio Botelho (R$ 10 mil). A campanha de Lupa contratou R$ 400 mil e pagou R$ 149 mil, até agora.

FUNDÃO – A terceira campanha mais cara de 2020 foi do pupilo do namorado de Fátima Bernardes (Túlio Gadelha), advogado Guto Santa Cruz (PDT), com o recebimento de R$ 391.307,73 (Trezentos e noventa e um mil, trezentos e sete reais e setenta e três centavos). Tudo veio do Fundo Eleitoral com doação de R$ 350 mil do PDT nacional e outros R$ 41 mil do PSOL. Guto contratou R$ 146 mil e pagou R$ 86 mil.

O quarto lugar ficou com o candidato do MDB, Celso Muniz, que declarou ter recebido R$ 289 mil – sendo todo dinheiro de doações de pessoas físicas. De acordo com o site do TSE, Celso não recebeu nada do Fundo Eleitoral.

O dinheirinho da campanha veio de José Luiz Soares Muniz (R$ 100 mil), ele próprio injetou outros R$ 87 mil, além de Cristina Soares Muniz de Araújo (R$ 72 mil) e Paulo Otávio Freire Macedo (R$ 30 mil). Contratou R$ 58 mil e já pagou tudo.

Jorge Federal foi outro que não usou recursos públicos na campanha. Os R$ 137.700,00 (Cento e trinta e sete mil e setecentos reais) gastos saíram de suas próprias reservas. Os principais gastos de JF foram com comunicação/produção gráfica/redes sociais (R$ 52 mil), R$ 34 mil com impressos/gráficas e R$ 30 mil com consultoria jurídica. Já pagou tudo que contratou.

Na sexta colocação do ranking do TSE aparece o candidato de Rede Sustentabilidade, Marcos Freire Jr, com campanha de R$ 72.732,00 (Setenta e dois mil, setecentos e trinta e dois reais). Deste total, R$ 59 mil vieram dos diretórios da Rede nacional e estadual, e outros R$ 14 mil foram arrecadados a partir de doações de pessoas físicas da família do candidato.

Em sétimo lugar, Tota do V-8 (PMN) captou R$ 30 mil para sua campanha, doação do diretório nacional do seu partido. Do total foram contratados R$ 23,9 mil gastos principalmente com gráficas (R$ 15 mil), pessoal (R$ 5 mil) e contabilidade (R$ 3,9 mil).

AGORA OS POBRES – O bolsonarista André Azevêdo (DC) também penou sem um centavo do partido. Tudo que conseguiu arrecadar foi R$ 4.810,00 (quatro mil, oitocentos reais e dez centavos). Ele mesmo doou R$ 1.060,00 (mil e sessenta reais), outros R$ 1.050,00 (mil e cinquenta reais) vieram de uma campanha de arrecadação de fundos, além de alguns trocados com doações de pessoas físicas.

A candidata do PCO, Marina Dias – cuja candidatura foi indeferida pelo TSE – registrou o recebimento de R$ 1.000,00 (mil reais) doados pelo próprio partido e Armando Sérgio (Avante) declarou que não recebeu nada, tão pouco gastou qualquer coisa. O seu movimento contábil é de R$ 0,00 na entrada e na saída.

MUITO IMPORTANTE TER VOCÊ COM A GENTE – Curta nossa página no Facebook. Siga nos no Instagram e participe do grupo no ZAP.

https://www.facebook.com/observatoriodeolinda Facebook

https://www.instagram.com/observatoriodeolinda/ Instagram

https://chat.whatsapp.com/DwrQyyqBxJAAfBJ5kcGJ1n WhatsApp

https://twitter.com/obsolinda Twitter

https://www.youtube.com/channel/UCRiaMDDQmUXI-YJqzkl1VWw Youtube

One thought to “CANDIDATOS RECEBERAM R$ 2,4 MILHÕES. JOÃO PAULO FOI O “RICO” COM MAIS DE R$ 1 MILHÃO”

  1. João Paulo usou Olinda para recuperar o recall de seu nome, que está em baixa.
    Ele já apanhou no Recife em 2016. Tentou se recuperar agora, como se Olinda fosse um curral manobrável pelos comunistas.
    Como diria Marcos Freire, Olinda é irredenta. Os comunistas jamais passarão por aqui de novo.
    Que venham todos, serão recebidos de braços e corações abertos, menos os comunistas, pois eles não acolhem ninguém. Ao contrário, a História mostra que só em Cuba eles já executaram milhares de gays.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: