Skip to main content
Prefeitura de Olinda

ABUSO SEXUAL: ANTONIO CAMPOS SAI EM DEFESA DO MÉDIUM JOÃO DE DEUS

Ex-candidato a prefeito de Olinda (2016) e ex-candidato a deputado estadual (2018) – derrotado nas duas oportunidades – o escritor Antonio Campos tem como “conselheiro” e amigo o médium goiano João Teixeira de Faria, também conhecido como “João de Deus”, agora acusado de abusos sexuais. No final de semana Campos saiu em defesa do líder religioso.

“Conheço o trabalho do médium João de Deus há 10 anos . O que vi foi servir e seriedade. A mim nunca pediu nem um copo de água . Os grandes médiuns sempre foram duramente atacados. Faz parte da provação. Chico Xavier sofreu varias calúnias. O tempo mostrou o gigante que era. João merece o direito à defesa. Em sua página no Instagram já disse que perdoa os que lhe atacam. Obrigado João de Deus por sua história e por ter ajudado milhares”, disse à Folha de Pernambuco, sábado (08).

A relação entre o irmão de Eduardo e o espírita, entretanto, foi estrategicamente mantida em sigilo até o final das eleições de 2016, quando concorreu à Prefeitura de Olinda. O segredo se deu em função da presença massiva de eleitores evangélicos na cidade. A amizade só foi revelada em matéria do Blog de Jamildo (Jornal do Commercio) no dia 30 de outubro daquele ano.

Na reportagem o escritor revelou já ter feito quatro cirurgias espirituais (sem cortes) com João de Deus e que após a morte do ex-governador Eduardo Campos teria recebido do famoso médium (na foto com a apresentadora Xuxa Meneghel) uma “missão” para ser candidato a prefeito de Olinda.

MISSÃO OLINDA – “Antonio o tem como um grande amigo e conselheiro de vida”, diz o texto da matéria, acrescentando que, desde 2014, o aconselhamento passou a ser feito também no “campo político”. A “Missão Olinda” foi dada pelo médium três meses antes da morte de Eduardo, quando o espírita disse a Antonio que o ex-governador teria um ano de “perda e fogo” e ele deveria se voltar a Olinda.

Estava errado,como comprovado pelas urnas.

Agora quem vive uma prova de fogo é o próprio “João de Deus”, que enfrenta uma enxurrada de acusações de abuso sexuais contra mulheres que o procuravam para tratamentos espirituais e aconselhamentos. Os relatos falam de estupros e humilhações. Tudo negado por ele.

Aguardemos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: