Skip to main content

VEM AÍ A CPI DA LUZ

Da beira-mar ao Alto da Bondade. De Rio Doce a Salgadinho. Em todos os quadrantes de Olinda há problemas com iluminação pública. As reclamações estão em todo lugar. Na imprensa, nas redes sociais e também na Câmara de Vereadores, onde boa parte das sessões plenárias é utilizada para solicitar à Prefeitura de Olinda a troca de lâmpadas queimadas.

Cansados de pedir,pedir,pedir e nunca serem atendidos os vereadores cogitam instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação da empresa responsável pelo serviço na cidade. É que cada residência ou empresa que recebe a continha da Celpe paga todo santo mês a famigerada Contribuição de Iluminação Pública, tributo criado pela ex-prefeita Luciana Santos e que encarece as faturas em cerca de 10%.

Está lá na discriminação dos tributos. Se a sua conta for de R$ 100,00; dez reais vão parar nos cofres da Prefeitura. Com o dinheiro arrecadado era para a cidade toda estar bem iluminada. Mas os vereadores desconfiam que a verba não está sendo aplicado da maneira correta e vão pedir explicações ao Poder Executivo.

CPI – “Eu acho que é um caso de enriquecimento ilícito, pois os moradores pagam a taxa, mas a empresa que deveria fazer a manutenção da iluminação não presta o serviço. Por outro lado, a Prefeitura que deveria cobrar eficiência não faz nada. Então temos que investigar para saber como o dinheiro está sendo utilizado. Os vereadores podem e devem criar uma CPI para isto”, afirmou o presidente da Câmara, Jorge Federal.


Uma das preocupações dos vereadores é o impacto da escuridão no aumento da criminalidade. Na sessão de ontem (22) o vereador Irmão Biá denunciou a situação da Rua Tijuca, no Alto da Conquista, onde TODOS os postes estão apagados.

“Fui na comunidade e fiz um vídeo para mostrar ao prefeito que a situação ali não está pra brincadeira. É uma irresponsabilidade não tomar uma atitude para resolver isto. A rua inteira está escura e os moradores que chegam à noite em suas casas sofrem com o terror da escuridão”, alertou.

Deixe uma resposta