Skip to main content

OLINDA AINDA CONVIVE COM CASOS DE LEPRA

Doença terrível e que estigmatiza suas vítimas, a hanseníase – no passado chamada de lepra – infelizmente ainda existe em Olinda. Para identificar e iniciar o tratamento de casos suspeitos a Secretaria de Saúde deflagrou, ontem (06), um mutirão a partir do bairro de Peixinhos em áreas ribeirinhas do Rio Beberibe.

A ação contou com a participação de profissionais da equipe 1 da unidade Programa Saúde da Família Cohab/Peixinhos. O grupo fez um porta a porta educativo e preventivo na localidade. A campanha prossegue até o próximo dia 26.

O trabalho de promoção e conscientização sobre a doença tem como objetivo identificar pessoas com sinais e sintomas (manchas na pele) e iniciar o tratamento. Essa campanha está sob o comando da Coordenação de Hanseníase do município.

A ação de enfrentamento da hanseníase envolve a participação de agentes comunitários de saúde, endemias, profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e da Unidade de Atenção Básica.


Segundo o gerente da equipe do PSF, o enfermeiro Vagner Belmont, três pessoas de Peixinhos foram identificadas com manchas suspeitas e encaminhadas ao médico no intuito de “fechar” diagnóstico e iniciar tratamento.

Cronograma: 08/02: Rio Doce V equipe II (demanda espontânea); 11/02: Sapucaia II e III (demanda espontânea) / Jardim Fragoso I (Horário estendido); 13/02: Alto da Mina (demanda espontânea)/ 7° RO (demanda espontânea); 18/02: Alto Nova Olinda (demanda espontânea) e 26/02: Azeitona equipe II (demanda espontânea).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: