Skip to main content

OAB PEDE E CÂMARA ABRE CPI DO COMDACO

Após solicitação da seccional municipal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Olinda), a Câmara de Vereadores instalou, hoje (08), a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI – para apurar irregularidades ocorridas na eleição para Conselheiro Tutelar promovida pelo Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente de Olinda (COMDACO).

Em quase 500 anos de história esta será a segunda CPI a ser instalada na cidade de Olinda. A primeira foi a CPI da Funeso, em 2003, e a segunda será a do COMDACO, dada a gravidade dos fatos conhecidos até o momento.

A Comissão será presidida pelo vereador Ricardo Sousa (MDB), autor do requerimento, e terá sua primeira reunião na próxima quinta-feira (10) pela manhã. O relator será o vereador Marcelo Soares (PCdoB) e também será integrante o vereador Irmão Biá (PSDB).

A OAB-Olinda havia se pronunciado ontem (07) sobre a necessidade da apuração de todas as circunstância do caso que resultou na suspensão da eleição após a constatação de erros gráficos em 40 mil cédulas eleitorais. “Desde as mudanças na direção do COMDACO já sentia indícios que o processo apresentava irregularidades”, disse o presidente da entidade, Paulo Joviniano,


“O processo eleitoral teve erros grosseiros como ausência na cédula eleitoral de candidatos aprovados, permanência de candidato condenado pela Justiça por crime contra menor e erros de numeração, que forçou o Ministério Público a suspender a eleição logo depois do seu inicio,” declarou o vereador Jorge Federal, presidente da Câmara Municipal de Olinda.

Pois que se abra logo essa “Caixa de Pandora“- a mitológica bolsa de maldades – e sejam apuradas as responsabilidades pelos prejuízos causados ao município no campo financeiro, moral e institucional. O povo exige que a catastrófica e previsível confusão verificada neste processo seja elucidada.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: