Skip to main content

INFERNO NO TRÂNSITO DE OLINDA

Sair de Olinda das 7h às 9h da manhã em dias úteis é praticamente uma missão impossível. Seja pela Avenida Presidente Kennedy, pela PE-15 (foto) ou pelas vias que vêm dos bairros das praias (Bairro Novo, Casa Caiada, Rio Doce) não há escapatória a não ser encarar um trânsito em ritmo de tartaruga. É comum levar mais de uma hora “preso” nestas vias, situação que tira a paciência de qualquer um.  À noite a volta pra casa é outro inferno e ainda mais perigoso, a partir das 17h.

Da parte da prefeitura, como gestora do trânsito, a população não viu nenhuma ação eficaz para amenizar o problema nos últimos 16 anos – período da Era Comunista de Luciana e Renildo em Olinda. Cem dias após o início do Governo Lupércio o povo quer saber se a gestão atual já tem alguma coisa em mente ou vai continuar fazendo de conta que o problema não existe.

“Se eu preciso sair de casa até às 10h da manhã já fico nervosa. Para quem está no carro, no ar-condicionado, ouvindo músicas ainda é bom. Sempre telefono para alguém para fazer o tempo passar. Mesmo assim é terrível. Fico imaginando o inferno que deve ser para o povo que enfrentam esta rotina nos ônibus quentes, lotados e sujos que compõem a nossa “magnânima” frota de transporte público”, afirmou indignada a dentista Sônia Oliveira enquanto esperava o trânsito andar na Rua do Sol, no bairro do Carmo.


A dica do Observatório é: se precisa sair cedo faça isto antes das 6h20. Se pode chegar depois da 10h prefira colocar seus compromissos após este horário. Ou sofra muito dentro do carro ou das latas de sardinha que chamam de ônibus em nossa cidade.

Um comentário em “INFERNO NO TRÂNSITO DE OLINDA

Deixe uma resposta