Skip to main content

COMDACO PODE SER ALVO DE CPI NA CÂMARA A PEDIDO DA OAB

As trapalhadas – e os consequentes prejuízos financeiros ao erário público olindense – ocorridas ao longo do processo eleitoral do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente de Olinda (COMDACO) poderão ser alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) a ser formada pela Câmara de Vereadores.

A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Olinda) solicitou hoje (07) ao Poder Legislativo que “seja realizado procedimento para apuração das supostas irregularidades” na eleição do COMDACO, que deveria ter ocorrido ontem (06), mas foi suspensa por recomendação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), após constatar erros grotescos nas 40 mil cédulas eleitorais confeccionadas pelo Conselho.

Um advogado ouvido pelo Observatório de Olinda afirmou que o “pedido de providências” por parte da OAB praticamente “obriga” a Câmara a abrir o procedimento investigatório (CPI). “Acredito que a Câmara terá que abrir a CPI, pois o que se sabe até agora é que os envolvidos (direção e comissão eleitoral) não se mostraram dispostos a colaborar espontaneamente para o esclarecimento dos fatos”, disse o jurista.


Procurado pelo Observatório, o presidente da Casa Bernardo Vieira de Melo, vereador Jorge Federal, limitou-se a confirmar o recebimento do documento da OAB e informou que o mesmo será lido, para ciência dos demais vereadores, na sessão plenária de amanhã (08).

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: