Skip to main content
Observatório de Olinda

ARLINDO DIZ QUE NÃO HOUVE STRESS NA SAÍDA DE FOFÃO DA PMO

Com a sinceridade que lhe é peculiar, o secretário de Articulação da Prefeitura de Olinda, Arlindo Siqueira, entrou em contato com o Observatório de Olinda a fim de apresentar uma nova versão para a saída do agora ex-secretário executivo de Cultura, Flávio Urquisa (Fofão).

Segundo Siqueira, o afastamento se deu “a pedido” do próprio Fofão e não por, supostamente, ter havido atritos com o titular da pasta da Cultura, João Luiz. Flávio deverá ser candidato a vereador no ano que vem e teria solicitado a demissão a fim de se preparar melhor para a campanha.

“O prefeito queria que Flávio ficasse, pelo menos, até o final do ano. Mas ele quis sair agora porque vai ter que se dividir entre as atividades de empresário e candidato. Em 2016, ele concorreu e não ganhou. Agora quer se antecipar para ter mais chances de êxito eleitoral. Não houve demissão, mas sim um pedido de Flávio para sair”, explicou Arlindo.


Outro fator que teria levado o ex-secretário a pedir exoneração foi o acordo para que a sua irmã e ex-candidata a prefeita, Isabel Urquisa, assuma a futura Agência de Desenvolvimento de Olinda – ainda em processo de criação e enfrentando problemas burocráticos para sair do papel.

“Ele (Fofão) achou que era melhor devolver o espaço ao prefeito a fim de acomodar outros grupos, já que Isabel deverá comandar a nova empresa”, complementou Arlindo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: